21 JUL 2024 | ATUALIZADO 13:56
EDUCAÇÃO
08/07/2024 18:26
Atualizado
08/07/2024 18:26

Estudantes de baixa renda do RN receberão 22 mil chips de telefonia móvel do programa Internet Brasil

A+   A-  
Os chips, entregues para as secretarias de educação, têm pacote de internet móvel de 20 Gb e são recarregados mensalmente para acesso à internet. O anúncio foi realizado nesta segunda-feira (8) pelo secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Hermano Tercius, durante evento em Natal (RN) para a entrega dos primeiros 8,8 mil chips.O objetivo do programa é dar acesso gratuito à internet para que alunos da rede pública possam estudar e fazer pesquisas em casa.
Imagem 1 -  Estudantes de baixa renda do RN receberão 22  mil chips de telefonia móvel do programa Internet Brasil. Os chips, entregues para as secretarias de educação, têm pacote de internet móvel de 20 Gb e são recarregados mensalmente para acesso à internet. O anúncio foi realizado nesta segunda-feira (8) pelo secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Hermano Tercius, durante evento em Natal (RN) para a entrega dos primeiros 8,8 mil chips.O objetivo do programa é dar acesso gratuito à internet para que alunos da rede pública possam estudar e fazer pesquisas em casa.
Estudantes de baixa renda do RN receberão 22 mil chips de telefonia móvel do programa Internet Brasil. Os chips, entregues para as secretarias de educação, têm pacote de internet móvel de 20 Gb e são recarregados mensalmente para acesso à internet. O anúncio foi realizado nesta segunda-feira (8) pelo secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Hermano Tercius, durante evento em Natal (RN) para a entrega dos primeiros 8,8 mil chips.O objetivo do programa é dar acesso gratuito à internet para que alunos da rede pública possam estudar e fazer pesquisas em casa.

O Ministério das Comunicações irá entregar 22 mil chips de telefonia móvel do programa Internet Brasil para alunos de baixa renda da rede pública de ensino médio do Rio Grande do Norte. O objetivo é dar acesso gratuito à internet para que eles possam estudar e fazer pesquisas em casa.

“O presidente Lula nos deu a missão de oferecer para o aluno de escola pública as mesmas condições de um estudante de escola particular. Por isso, estamos investindo em conectividade na educação. Vamos levar inclusão digital a todos para poder reduzir as desigualdades e proporcionar uma verdadeira inclusão social nesse país”, afirmou o ministro das Comunicações, Juscelino Filho.

Os chips, entregues para as secretarias de educação, têm pacote de internet móvel de 20 Gb e são recarregados mensalmente para acesso à internet.

O anúncio foi realizado nesta segunda-feira (8) pelo secretário de Telecomunicações da pasta, Hermano Tercius, durante evento em Natal (RN) para a entrega dos primeiros 8,8 mil chips.

Ele afirmou, no evento, que o acesso à internet, de forma gratuita, está garantido até o ano que vem, mas complementou que o Ministério das Comunicações vai trabalhar para estender essa conectividade para os próximos anos.

Hermano falou ainda sobre a importância desse programa para a melhoria da educação. “Vocês, professores, sabem o quanto esse acesso é importante para o aprendizado dos alunos, porque não se restringe às salas de aulas. Serve para fortalecer o aprendizado e consolidar o conhecimento obtido nas escolas”, disse.

Desse total, 7,1 mil serão destinados para estudantes de Natal e de municípios da Região Metropolitana e os restantes para cidades no interior do estado.

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, enalteceu o papel do programa na educação de jovens e crianças.

“A internet hoje é um instrumento muito importante de aprimoramento do processo de ensino e aprendizagem. A inclusão digital é um pilar essencial para proporcionar o desenvolvimento da educação”, afirmou Fátima.

“Eu estou muito feliz com essa entrega porque, mais do que nunca, nos tempos de hoje, não tem mais como você viver sem internet. E esse acesso é fundamental para auxiliar nossos alunos a obter cada vez melhores resultados”, complementou a governadora.

Internet Brasil

O programa Internet Brasil faz parte da iniciativa de inclusão digital do Ministério das Comunicações, que tem como objetivo levar conexão à internet e inclusão digital aos estudantes e às suas famílias. O benefício é destinado aos alunos da educação básica da rede pública de ensino integrantes de famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

O estado do Rio Grande do Norte foi inserido no programa em março de 2024, ao mesmo tempo em que Amapá, Bahia, Pará e Maranhão. O grupo possui as piores avaliações do ensino médio de acordo com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).


Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário