23 JUL 2024 | ATUALIZADO 18:32
POLÍCIA
Da redação
31/03/2015 01:25
Atualizado
12/12/2018 23:04

Criminosos invadem casa e matam criança de 4 anos no RN

A+   A-  
A criança identificada como "Evelin" não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Outras três pessoas foram feridas e socorridas para o Hospital Clóvis Sarinho, em Natal.
Imagem 1 -  Criminosos invadem casa e matam criança de 4 anos no RN
Divulgação / PM RN

Um crime bárbaro chocou os moradores do Litoral Norte do Estado. Uma criança de 4 anos foi assassinada a tiros na noite dessa segunda-feira (30), na comunidade Porto Mirim, na praia de Muriú, na Grande Natal.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), quatro homens teriam invadido uma casa e efetuado vários disparos de arma de fogo. Os criminosos procuravam por uma mulher de nome Alessandra, de 34 anos, e um homem que seria o marido dela. A criança identificada como Evelin Vitória Pereira da Cruz (foto acima) não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Na residência ainda estavam dois irmãos da vítima, um de 2 e outro de 13 anos, que foram baleados e socorridos para o hospital Clóvis Sarinho, em Natal. 

O adolescente de 13 anos foi atingido em três locais e esrtá em estado grave no Hospital Walfredo Gurgel.

O esposo de Alessandra, que possivelmente seria o alvo dos criminosos, conseguiu fugir do atentado pulando muro de residências próximas.

Ainda segundo a polícia, os suspeitos fugiram em um veículo escuro e ainda não foram localizados. 

Moradores relataram o momento de terror vivido pela família durante o atentado. "Foram disparados vários tiros e ouvimos gritos de socorro", relatou uma moradora.

A polícia investiga se o crime teria ligação com o tráfico de drogas no município. O corpo da criança encaminhado ao Instituto Técnico e Científico de Polícia (ITEP), em Natal.

Pelas redes sociais, o policial militar Wagner Ribeiro divulgou uma nota onde expõe os momentos de terror vividos pela família.

"Acabei de chegar de uma das OC (ocorrência) mais triste que já atendí.

Quando escuto o chamado parecia ser outro caso de acerto de conta, até aí "normal" para os dias atuais. Mas só que, ao chegar ao local, nos deparamos com uma vítima de apenas 4 anos de vida. Foi sem duvida alguma, a pior cena que já vi desde quando entrei para gloriosa.

Uma inocente, acredito que desesperada e assustada devido a "chuva de bala" que estava sofrendo o seu lar, correu para os braços de sua mãe, local no qual todos nos corremos quando estamos assustado, só que infelizmente nesse caso não era, pois os criminosos que estavam ali foram justamente na intenção de tirar a vida dela.

A menina de quatro correu para o braço de sua mãe para ser salva, mas acabou salvando de sua genitora. Foi um verdadeiro anjo da guarda.

Que Deus possa acolher e salvar a alma dessa inocente.

Palavras de um PM, pai e revoltado, que atendeu esta terrível ocorrência."

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário