24 JUN 2024 | ATUALIZADO 15:09
ESPORTE
Da redação / Com informações de O Globo
11/01/2016 15:39
Atualizado
14/12/2018 02:17

Messi supera CR7 e Neymar e ganha, pela quinta vez, a Bola de Ouro

A+   A-  
Astro argentino recebe o prêmio de melhor jogador do mundo pela quinta vez na carreira. Com 7,86% dos votos, craque brasileiro do Barcelona termina em terceiro.
Imagem 1 -  Messi supera CR7 e Neymar e ganha, pela quinta vez, a Bola de Ouro
Fabrice Coffrini / AFP

A FIFA anunciou na tarde desta segunda-feira (11), em Zurique, na Suiça, o resultado do Prêmio Bola de Ouro. O argentino Leonel Messi, do Barcelona, foi eleito, pela quinta vez, com 41,33% dos votos, o melhor jogador de futebol do mundo em 2015.

Após ver Cristiano Ronaldo levar a Bola de Ouro para casa nos dois últimos anos, o argentino recuperou o trono nesta segunda-feira, após desbancar Neymar e o próprio português na escolha da Fifa.

"É especial estar aqui depois que a Bola de Ouro foi para o Cristiano Ronaldo nos dois últimos anos. É um prêmio que eu sonhava quando pequeno. Quero agradecer a quem votou em mim e aos meus companheiros. Sobretudo, quero agradecer ao futebol de modo geral. Boa noite a todos e muito obrigado", disse o argentino, assim que recebeu o prêmio.

Assim, com seus 52 gols na temporada, o camisa 10 do Barcelona aumenta a vantagem para Cristiano Ronaldo, que poderia igualar a disputa, como maior vencedor do prêmio: o argentino tem cinco troféus (2009, 2010, 2011, 2012 e 2015) contra três do português (2008, 2013 e 2014). Último vencedor antes de a dupla dominar a disputa, Kaká foi o responsável por entregar a Bola de Ouro a Lionel Messi.

Outro brasileiro tinha a chance de interromper a sequência de vitórias de Messi e Cristiano Ronaldo. Neymar foi o primeiro finalista do país desde que Kaká levou o troféu para casa, mas terminou em terceiro ao receber 7,86% dos 498 votos de capitães e técnicos das seleções, além de jornalistas. Messi levou 41,33% e Cristiano Ronaldo 27,76%.

A lista de votações da Fifa revelou algumas curiosidades. Como capitão da Seleção, Neymar votou, do primeiro para o terceiro, em Messi, Suárez e Rakitic, três companheiros de equipe. O argentino seguiu na mesma linha, só que trocou o seu próprio nome pelo de Iniesta (o uruguaio foi o favorito do camisa 10). E Cristiano Ronaldo escolheu, nesta ordem, Benzema, James Rodríguez e Bale.

Se Neymar não levou a Bola de Ouro, pelo menos ganhou o voto do técnico da seleção brasileira, Dunga. O comandante escolheu da seguinte forma os três melhores jogadores do mundo: Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo. O brasileiro também foi a escolha de alguns capitães mundo afora, casos de Ruiz Bryan, da Costa Rica, Walter Ayovi, do Equador, James Younghusband, das Filipinas, Henry Faarodo, das Ilha Salomão, entre outros.

Brasileiro leva o Puskas

Só que o auge da festa brasileira foi quando o japonês Nakata anunciou a vitória do brasileiro Wendell Lira como gol mais bonito do ano, superando Messi e Alessandro Florenzi, do Roma.



O lance incrível do atacante (à época jogador do Goianésia) contra o Atlético-GO ocorreu na nona rodada da primeira fase do Campeonato Goiano, no dia 11 de março e venceu a disputa após votação na internet. Cerca de 1,6 milhões de pessoas participaram da escolha: Wendell Lira recebeu 46,7% dos votos, enquanto Lionel Messi abocanhou 33.3% e Alessandro Florenzi levou 7,1%

Entre os técnicos, nova vitória do Barça. Após um ano em que venceu o Campeonato Espanhol, a Copa do Rei, a Liga dos Campeões, a Supercopa da Europa e o Mundial de Clubes, Luis Enrique superou o argentino Jorge Sampaoli, da seleção chilena, e o compatriota Pep Guardiola, do Bayern de Munique, na disputa particular de treinadores.

Seleção da FIFA

Só deu Brasil na seleção de 2015, divulgada na cerimônia da Fifa nesta segunda-feira, em Zurique. Ao todo, quatro jogadores do país foram eleitos para a equipe ideal do ano passado: Daniel Alves, Thiago Silva, Marcelo e Neymar. Além do quarteto que esteve com a Seleção no Mundial de 2014, outros sete nomes foram escolhidos: Neuer, Sergio Ramos, Iniesta, Pogba, Modric, Messi e Cristiano Ronaldo. Apenas o goleiro alemão do Bayern de Munique não esteve no evento para receber o prêmio das mãos do camaronês Samuel Eto"o.



A presença do quarteto na escolha feita em conjunto com a FIFPro, associação profissionais dos jogadores, deixou o Brasil folgado com o maior número de representantes na seleção de 2015 - Espanha (com dois), Alemanha, Croácia, França, Argentina e Portugal foram outros países com atletas na lista. Entre os clubes, Real Madrid e Barcelona dominaram a equipe, com quatro jogadores, cada - Bayern de Munique, Juventus e PSG completaram a relação.

Confira abaixo a classificação completa da eleição de 2015:

GOLEIROS: Neuer, De Gea, Buffon, Navas e Casillas

DEFENSORES: Sergio Ramos, Daniel Alves, Marcelo, Thiago Silva, Alaba, Piqué, Lahm, Alba, Mascherano, David Luiz, Varane, Boateng, Kompany, Hummels, Chiellini, Pepe, Terry, Godin, Carvajal e Ivanovic

MEIO-CAMPISTAS: Iniesta, Pogba, Modric, Kroos, Yaya Touré, Hazard, Vidal, Busquets, Verratti, James Rodríguez, Pirlo, Xabi Alonso, Rakitic, David Silva e Thiago Alcântara.

ATACANTES: Messi, Cristiano Ronaldo, Neymar, Luis Suárez, Lewandowski, Ibrahimovic, Agüero, Thomas Müller, Benzema, Sánchez, Robben, Bale, Douglas Costa, Rooney e Tévez.

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário