21 SET 2019 | ATUALIZADO 14:25
MUNDO

Papa Francisco: Chuva e semblante pálido, marca missa da Páscoa

O papa pediu o fim da perseguição aos cristãos e implorou pela paz na Síria, Iraque, Líbia, Iêmen em em outros lugares que enfretam conflitos e estão sendo aterrorizados por grupos Islâmicos extremistas
Hermes Castro
05/04/2015 06:04
Atualizado
13/12/2018 02:58
A+   A-  
Imagem 1 -  Papa Francisco: Chuva e semblante pálido, marca missa da Páscoa
Internet

O papa Francisco celebrou neste domingo, 05, a missa da Páscoa, que marca a ressurreição de Cristo para todos os cristãos, em meio à violência em nome de Deus.

A celebração aconteceu sob uma forte chuva na esplanada da Basílica de São Pedro, no Vaticano, e foi presidida pelo pontífice que apresentava um semblante pálido e muito severo.

O papa pediu o fim da perseguição aos cristãos e implorou pela paz na Síria, Iraque, Líbia, Iêmen em em outros lugares que enfretam conflitos e estão sendo aterrorizados pelo grupo Estado Islâmico e pelo Boko Haram.

"Pedimos a Jesus que alivie o sofrimento de tantos irmãos nossos perseguidos por causa de seu nome, assim como todos que padecem injustamente pelas consequências dos conflitos e violência", afirmou o papa em um pronunciamento após a missa de Páscoa.

O papa Francisco mencionou entre outras coisas, os 148 estudantes mortos em um ataque a uma universidade no Quênia, na última quinta-feira, 02, e o entendimento nuclear firmado entre os Estados Unidos e o Irã, fechado na semana passada.

Para o pontífice, a Semana Santa é um momento intenso e desgastante, com duas missas na quinta, o ritual de Paixão na Basílica de São Pedro e a Via Crucis no Coliseu na sexta e no dia seguinte a Vigília Pascal. Em vários momentos, o papa tem se referido a uma "terceira guerra mundial", que se desenvolve por partes.

Repetidas vezes, Francisco se mostra preocupado e até indignado com a perseguição indiscriminada aos cristãos. "Hoje vemos nossos irmãos perseguidos, decapitados e crucificados por sua fé, sob nossos olhos e às vezes com nosso silêncio cúmplice".

Notas

Unicursos 2019

Publicidades

Unicursos em Mossoró MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário