26 JUN 2022 | ATUALIZADO 12:59
SAÚDE
Da redação
22/03/2016 14:35
Atualizado
13/12/2018 23:17

Vá com Deus , afirma comandante da Cavalaria durante sepultamento de PM

A+   A-  
Valadares disse ainda que a PM continuará defendendo a sociedade mossoroense, dia e noite. Acompanharam o enterro, realizado com honras militares, autoridades, amigos e familiares.

Foi em clima de muita emoção, mas também de revolta, que aconteceu no final da tarde desta terça-feira (22), o sepultamento do soldado da Polícia Militar Wildney Andrade, assassinado a tiros durante assalto na tarde desta segunda-feira (21).

Acompanharam o enterro, realizado com honras militares, autoridades da PM, amigos e familiares e profissionais da área da segurança pública, inconformados com a morte do soldado.

O cortejo teve início na Assembleia de Deus, no Conjunto Vingt Rosado. O caixão foi levado em um veículo do Corpo de Bombeiros e seguiu por várias avenidas do Centro. Populares e motoristas que passavam no trajeto paravam para acompanhar o cortejo.


Filho do soldado Wildney Andrade morto durante um assalto vê pela última vez o rosto do pai

No cemitério Novo Tempo, no Complexo Viário da Abolição, o soldado da Cavalaria da PM recebeu honras militares. Uma multidão aguardava a chegada do corpo. A esposa de Wildney ficou durante todo o enterro com o filho dele de seis anos e demais parentes. Durante a cerimônia, ela foi consolada pelo comandante Humberto Pimenta e pelo comandante da Cavalaria, tenente Valadares.

Com sentimento de dor e revolta, o Comandante do 2º BPM, tenente coronel Humberto Pimenta, afirmou que a Polícia dará uma resposta e não vai cansar até encontrar e prender os assassinos.

"Estamos tristes, mas de cabeças erguidas. Vamos dar a volta por cima e prender esses indivíduos que cometeram esse grave crime. Na medida que matam um policial militar, também estão atirando no Estado como um todo", disse.

O comandante da Cavalaria, tenente Valadares, prestou homenagens ao policial, e ressaltou o trabalho dele, mesmo não estando em serviço, para defender a sociedade mossoroense.

“O soldado Wildney não teve sorte, mas isso não desmerece o excelente profissional que ele era. Mas ele agiu para defender a sociedade. É o que todos os policiais fazem dia e noite em todo o estado. Vá com Deus, e enquanto estivermos aqui, nós vamos fazer o mesmo que ele, tentar defender a sociedade mossoroense que tanto precisa da gente”, afirmou Valadares, emocionado.O corpo do PM foi enterrado no Cemitério Novo Tempo e recebeu honras militares. Uma multidão acompanhou a despedida

Acompanhado de colegas de farda, e familiares, o soldado Wildney Andrade foi enterrado sob forte aplauso.

Leia mais:

Inteligência da Polícia Militar identifica suspeitos de matar soldado em Mossoró

Câmeras mostram assaltante que matou PM em Mossoró

“A polícia não vai sossegar”, diz secretária sobre investigação da morte de PM

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário