17 ABR 2024 | ATUALIZADO 18:23
Retratos do Oeste
07/03/2015 05:21
Atualizado
13/12/2018 00:16

Promotor de Justiça aponta matérias falsas da Veja e Isto É

A+   A-  
Derrubado o sigilo da investigação da Lava Jato, chegamos lá não encontramos nada contra Lula e nem contra Dilma. Também não existe nada contra Cid Gomes, ex governador do Ceará e atual ministro da Educação
Imagem 1 -  Promotor de Justiça aponta matérias falsas da Veja e Isto É
Reprodução

O promotor de Justiça Italo Moreira, de Mossoró, faz duas observações pertinenetes como sempre tem feito em seu perfil no Facebook após a derrubada do sigilo do caso Laja Jato nesta sexta-feira, 6, pelo ministro Teori Zavascki, em Brasília.

Tem a ver com o uso de veículos de comunicação de grande circulação por grupos financeiros e politicos para enganar os eleitores brasileiros em períodos que antecede as eleições.

Segue!


Mau jornalismo!

Sempre defenderei que a imprensa seja livre, como consta da Constituição, mas nunca deixarei de criticar o mau jornalismo.

Em matéria veiculada por Isto É em setembro de 2014, o atual Ministro da Educação e ex-Governador do Ceará Cid Gomes é mencionado como beneficiário do esquema de corrupção na Petrobrás, isso segundo o delator Paulo Roberto Costa, que teria mencionado que negociou com Cid uma minirefinaria apenas para servir de fachada para desvio de dinheiro.

Já a matéria de Veja, bem mais polêmica, publicada à véspera da eleição, trazia a informação de que o Lula e Dilma não apenas sabiam do esquema de corrupção como se utilizava dele, isso segundo o doleiro Alberto Youssef.

Com o fim do sigilo da operação Lava Jato constata-se que as duas matérias das revistas Isto é e Veja eram falsas.

A não ser que esconderam o trecho desses depoimentos para protegê-los, do contrário, informações levianas foram publicadas.

Não estou aqui analisando se sabiam ou deixaram de saber alguma coisa, se foram beneficiados ou não pelo esquema, apenas lamentando e criticando de forma bem objetiva duas inverdades publicadas.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário