10 ABR 2020 | ATUALIZADO 14:18

OPINIÃO

  Rosalba aproveita uma "pechincha" e contrata o forrozeiro Wesley Safadão para o Mossoró Cidade Junina, em meio à crise que ela anunciou para não investir no carnaval
[OPINIÃO] Rosalba necessita mesmo contratar Wesley Safadão para o MCJ?

15/04/2019 17:46

"Se considerarmos as razões impeditivas do primeiro evento, como a de "conter gastos e direcionar investimentos para serviços essenciais como o pagamento da folha do funcionalismo", emerge uma dúvida: o Mossoró Cidade Junina é importante, porém é essencial? E se é essencial diante de tantas garrafas sem tampa, necessita de uma contratação de R$ 385 mil, como aponta o Blog do Barreto, afora as atrações satélites?", pergunta o jornalista William Robson

  A cada chuva a população da cidade sofre com novos alagamentos.
[OPINIÃO] Descaso da Prefeitura: Cadê meu IPTU que não está aqui?

12/04/2019 14:00

Enquanto a prefeitura cobra uma fortuna de IPTU o povo mossoroense não consegue ver onde o seu dinheiro está sendo aplicado.

  "Daí, e como dizia o Barão de Irararé, "de onde menos se espera é que não sai nada mesmo", o presidente dobra a aposta do radicalismo de extrema-direita antipovo, antinordestino, anti-negros, anti-mulheres, anti-gays, e alça um novo discípulo olavista ao Ministério da Educação, o Abraham Weintraub", diz o jornalista William Robson
[OPINIÃO] William Robson: "O Nordeste é um fazendão para Weintraub"

10/04/2019 17:05

"Weintraub ainda não esquentou a cadeira do ministério e já terá de prestar contas das declarações xenófobas que agora emergem. Terá de lutar contra o poder do discurso. E o discurso guarda uma sutil peculiaridade: a sua força transpõe a dissimulação", diz o jornalista e pesquisador da UFSC

  Projeto que autorizou o décimo terceiro retroativo aos deputados foi aprovado pelo colegiado de lideres no dia 21, quando Allyson Bezerra estava em Brasília, e colocado em votação simbólica no plenário no dia 26
[OPINIÃO] Allyson vira alvo da máquina de destruir reputações de Rosalba

27/03/2019 20:01

Entenda como o deputado Allyson Bezerra se comportou na votação do décimo terceiro retroativo para os deputados e como funciona a máquina de destruir reputações em Mossoró

  A “escola” Brasil, anualmente, desiste dos seus, do mesmo modo que não consegue prevenir essas juventudes dos efeitos perversos do abandono. É a “escola” Brasil que mata.
[OPINIÃO] A “escola” Brasil que mata, por Claudia Santa Rosa

18/03/2019 07:06

As nossas juventudes precisam de colo e atenção. As escolas que educam mais de 85% dos brasileiros, são frágeis, sofríveis. O país ainda não as priorizou, efetivamente. Sobra discurso e falta determinação para torná-las dignas


Notas

Brinds

Publicidades