30 MAI 2024 | ATUALIZADO 07:44

COLUNA ESPLANADA

  [COLUNA ESPLANADA] PSB e PT confirmam oficialmente hoje a chapa Lula-Alckmin em reunião em São Paulo. Mas nem tudo está pacificado. Alckmin silenciou após Lula ter dito que o aborto  "deveria ser transformado numa questão de saúde pública”. Os dois partidos também duelam e seguem sem consenso sobre pré-candidaturas em São Paulo e Rio Grande do Sul.
[COLUNA ESPLANADA] Chapa Lula-Alckmin deve ser confirmada oficialmente hoje, em São Paulo

08/04/2022 08:15

PSB e PT confirmam oficialmente hoje a chapa Lula-Alckmin em reunião em São Paulo. Mas nem tudo está pacificado. Alckmin silenciou após Lula ter dito que o aborto "deveria ser transformado numa questão de saúde pública”. Os dois partidos também duelam e seguem sem consenso sobre pré-candidaturas em São Paulo e Rio Grande do Sul.

  [COLUNA ESPLANADA] Coordenadores da pré-candidatura à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) e ministros apostam em crescimento de dois a três pontos percentuais nas próximas pesquisas eleitorais após a desistência de Sergio Moro. Nas últimas principais sondagens, quando ainda estava na disputa, o ex-juiz da Lava Jato oscilou entre 5% e 7% das intenções de votos. O que anima o entorno de Bolsonaro é o perfil dos eleitores de Moro: anti-esquerda e conservador.
[COLUNA ESPLANADA] Desistência de Moro pode garantir crescimento de Bolsonaro

07/04/2022 08:33

Coordenadores da pré-candidatura à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) e ministros apostam em crescimento de dois a três pontos percentuais nas próximas pesquisas eleitorais após a desistência de Sergio Moro. Nas últimas principais sondagens, quando ainda estava na disputa, o ex-juiz da Lava Jato oscilou entre 5% e 7% das intenções de votos. O que anima o entorno de Bolsonaro é o perfil dos eleitores de Moro: anti-esquerda e conservador.

  [COLUNA ESPLANADA] Orçado em mais de R$ 1 bilhão para este ano, o Fundo Partidário, conhecido como Fundão – financiado pelos cofres públicos – banca altos salários, viagens, hospedagens, regalias e outras despesas dos pré-candidatos à Presidência da República. Questionado pela Coluna, o Podemos confirma que Sergio Moro recebeu mais de R$ 88 mil em salários e custou ao partido cerca de R$ 110 mil em viagens e hospedagens. O ex-juiz da Lava Jato abandonou a legenda e se filiou ao União Brasil.
[COLUNA ESPLANADA] Podemos confirma que Moro recebeu quase R$ 200 mil do Fundo Partidário

06/04/2022 09:49

Orçado em mais de R$ 1 bilhão para este ano, o Fundo Partidário, conhecido como Fundão – financiado pelos cofres públicos – banca altos salários, viagens, hospedagens, regalias e outras despesas dos pré-candidatos à Presidência da República. Questionado pela Coluna, o Podemos confirma que Sergio Moro recebeu mais de R$ 88 mil em salários e custou ao partido cerca de R$ 110 mil em viagens e hospedagens. O ex-juiz da Lava Jato abandonou a legenda e se filiou ao União Brasil.

  [COLUNA ESPLANADA] Inflado após a janela partidária, o PL pressiona o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para comandar as duas principais comissões da Casa: de Constituição e Justiça (CCJ) e a do Orçamento (CMO). O partido do presidente Jair Bolsonaro agora tem a maior bancada, com 73 deputados – 40 a mais que os 33 eleitos em 2018. Deputados do PL lembram Lira do acordo selado nas eleições da Mesa Diretora, no ano passado, que previa o comando dos dois colegiados para o então PSL. O partido se fundiu ao DEM para formar o União Brasil.
[COLUNA ESPLANADA] PL pressiona Lira por comandos da CCJ e da CMO

05/04/2022 09:54

Inflado após a janela partidária, o PL pressiona o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para comandar as duas principais comissões da Casa: de Constituição e Justiça (CCJ) e a do Orçamento (CMO). O partido do presidente Jair Bolsonaro agora tem a maior bancada, com 73 deputados – 40 a mais que os 33 eleitos em 2018. Deputados do PL lembram Lira do acordo selado nas eleições da Mesa Diretora, no ano passado, que previa o comando dos dois colegiados para o então PSL. O partido se fundiu ao DEM para formar o União Brasil.

  [COLUNA ESPLANADA] O balcão de negócios para pastores em que se transformou o Ministério da Educação é uma amostra da nau à deriva num dos mais bilionários setores do Governo. Ainda há o pior por vir. O presidente Jair Bolsonaro deu aval para que o agora apeado Milton Ribeiro acolhesse ideia da patota da Bíblia debaixo do braço: lançar um canal de TV, com orçamento milionário, para fins de doutrinação cristã. Anos depois de enterrarem o que chamaram de “kit gay” do Governo de Dilma Rousseff, o plano da bancada, entre portas, é gerar conteúdo para distribuir às escolas públicas material que valoriza o conceito de família tradicional, sem ataques à diversidade de gênero.
[COLUNA ESPLANADA] MEC se transformou em um balcão de negócio para pastores

04/04/2022 08:10

O balcão de negócios para pastores em que se transformou o Ministério da Educação é uma amostra da nau à deriva num dos mais bilionários setores do Governo. Ainda há o pior por vir. O presidente Jair Bolsonaro deu aval para que o agora apeado Milton Ribeiro acolhesse ideia da patota da Bíblia debaixo do braço: lançar um canal de TV, com orçamento milionário, para fins de doutrinação cristã. Anos depois de enterrarem o que chamaram de “kit gay” do Governo de Dilma Rousseff, o plano da bancada, entre portas, é gerar conteúdo para distribuir às escolas públicas material que valoriza o conceito de família tradicional, sem ataques à diversidade de gênero.


Notas

Tekton

Publicidades