13 ABR 2021 | ATUALIZADO 18:12
SAÚDE
Da redação
02/03/2015 15:38
Atualizado
13/12/2018 01:37

Silveira e Jório elogiam reestruturação do Hospital Almeida Castro

A+   A-  
Nesta segunda-feira, 2, foi reaberta a UTI Neonatal, e ainda este mês serão reabertos Centro Cirurgico, UTI adulto e Clínica Cirurgica

O prefeito Francisco José Junior e o presidente da Câmara Municipal visitaram hoje a reestruturação do Hospital Maternidade Almeida Castro, em Mossoró.

A unidade está sob intervenção da Justiça Federal desde outubro de 2014, a pedido do Ministério Público Estadual, Federal e do Trabalho.

Estas três instituições encontraram sérias irregularidades na gestão da unidade, o que resultava em serviços prestados sem qualidade e isto quando existia.

Decretado a intervenção, o Hospital Maternidade Almeida Castro passou a funcionar sob a administração de uma Junta Interventora composta por nomes indicados pela Prefeitura.

O primeiro passo foi reabrir os serviços, que haviam sido encerrados no dia 8 de agosto. Inicialmente a interventora Larizza Queiroz disse que abriu 30 leitos de obstetrícia.

Depois de investido em recuperação do prédio e novos equipamentos, outros 48 leitos foram abertos. Atualmente estão sendo feitos média 400 procedimentos/mês.

Atendendo solicitações da Justiça Federal e por entender a importância da reestruturação do Hospital Maternidade Almeida Castro para  a região, Francisco José Jr firmou parceria.

Os serviços de raio x e ultra sonografia foram abertos. Em seguida foi instalado um laboratório, com estrutura moderna para análises bioquímicas e hematológicas.

Neste dia 2, foram reiniciados os serviços da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). “A Prefeitura paga os médicos e o Hospital Maternidade com o restante”, destaca Larizza Queiroz.

Foto: Cezar Alves

“A nossa missão aqui é de ver como está tudo caminhando e fiscalizar como estão sendo aplicados os recursos públicos. Aplaudir quando merecer aplausos”, destaca o gestor.

Larizza Queiroz acrescentou ainda o próximo passo é aguardar a chegada dos equipamentos e colocar em funcionamento o Centro Cirúrgico, que tem 4 salas.

Está previsto também ainda para este mês a instalação de 10 leitos de UTI adulto, 6 de recuperação cirúrgica e 34 de clínica cirúrgica.

Com estes serviços em funcionamento, segundo a secretaria de Saúde Leodise Cruz, vai desafogar o Hospital Tarcísio Maia e oferecer a população um serviço mais humanizado.

O presidente da Câmara Municipal, Jório Nogueira, destacou o trabalho de articulação da Câmara Municipal e o Executivo para que a parceria fosse viabilizada.

Lembrou, no entanto, que nem sempre os vereadores da situação são lembrados e que quase sempre são duramente criticados injustamente na Câmara Municipal.

O prefeito Francisco José Junior, em entrevista coletiva, destacou a importância da parceria e da reabertura dos serviços de saúde no Hospital Maternidade Almeida Castro.

Francisco José Junior disse que a saúde em Mossoró está sendo planejada e sendo colocada para funcionar, de forma ampliada, dentro do que exige a legislação.

Notas

Posto JP Fevereiro de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário