29 FEV 2020 | ATUALIZADO 19:09
Papo Afiado

Sessão enfadonha

Sessão enfadonha
27/01/2016 11:00
Atualizado
12/12/2018 22:57
A+   A-  
Imagem 1 -  Sessão enfadonha

Exaustão

Está cada dia mais difícil acompanhar uma sessão da Câmara Municipal de Mossoró do início ao fim. Os debates começam sem que sequer alguns vereadores oposicionistas tenham lido o teor dos projetos que serão analisados. Por conta disso, os edis contrários a tudo e a todos prolongam as rasas discussões até a exaustão, tornando a sessão enfadonha.

Foi assim, mais uma vez, na sessão extraordinária realizada nesta quarta-feira, 27. Primeiro, os vereadores da oposição disseram ser contra a doação de um terreno pela Prefeitura para a construção do Parque Municipal de Mossoró. Detalhe: o projeto que estava sendo apreciado não se tratava de doação de terreno, mas sim de transferência de investimentos.

Trapalhada

Após constatada a trapalhada, os parlamentares resolveram mudar o foco da contrariedade: decidiram dizer “não” aos investimentos para o início da construção do Parque Municipal, investimentos esses que serão feitos pela empresa de Call Center instalada em Mossoró.

Contradição

O vereador Genivan Vale, por exemplo, chegou a afirmar que deveria ser mantido o investimento previsto inicialmente, para a construção de mais uma praça em Mossoró, na avenida Rio Branco. Se a praça já tivesse sido construída, o nobre edil adotaria o mesmo discurso? Ou lançaria dúvidas sobre a real necessidade desse equipamento?

Desempenho

É importante frisar também o sofrível desempenho de grande parte dos vereadores de situação nessas discussões. Com raríssimas exceções (registre-se aqui nomes como o de Izabel Montenegro e Soldado Jadson), os parlamentares que constituem a base de apoio ao Poder Executivo parecem estar em um mundo paralelo.

Notas

Convite Missa

Publicidades

Bolsas 100% MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário