25 JAN 2022 | ATUALIZADO 17:44
MOSSORÓ
Da redação
19/05/2015 14:31
Atualizado
13/12/2018 03:30

ITEP realizou mais de mil exames de balística em cinco meses

A+   A-  
Segundo o Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP), a quantidade de exames tem aumentando circunstanciamente.
Imagem 1 -  ITEP realizou mais de mil exames de balística em cinco meses
Reprodução/You tube

Os peritos criminais do Instituto Técnico-Científico de Polícia já realizaram esse ano 1123 exames em armas de fogo no Rio Grande do Norte. O número equivale a 72% do total de exames de balística feitos no ano passado.

De acordo com a estatística apresentada pela Coordenação de Criminalística, apesar de ter reduzido o número de técnicos no setor, a quantidade de perícias realizadas tem aumentado a cada ano.

“Em 2013 foram realizados 1256 exames; em 2014 esse número subiu o para 1546; e a expectativa desse ano é que a gente ultrapasse essa quantidade ainda no primeiro semestre”, disse o capitão Franklin Ramalho, coordenador da Criminalística.

Entre os laudos de balística produzidos pelo ITEP, o de micro comparação chama a atenção pela quantidade, 65 somente nos primeiros quatro meses do ano.

“O ITEP é um dos institutos de perícia do país com a maior média de laudos deste tipo concluídos por mês. Mensalmente, cada perito encaminha [as autoridades policiais e do Judiciário], cerca de oito [exames]”, garante o diretor geral Odair Junior.


No exame de micro comparação o perito criminal atesta se um determinado projétil recolhido em um local de crime ou retirado de um cadáver foi disparado por aquela arma apreendida pela polícia.

Mutirão

Em fevereiro passado, a equipe de perícia da Subcoordenadoria de Mossoró examinou 619 armas de fogo, durante o mutirão realizado no período de carnaval. 65 delas tinham sido encaminhadas ao setor este ano.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário