30 MAI 2024 | ATUALIZADO 07:44
MOSSORÓ
Da redação
15/05/2017 06:35
Atualizado
12/12/2018 11:33

Prefeita de Mossoró deixou de pagar as cirurgias eletivas e vai torrar R$ 3 milhões no MCJ

A+   A-  
A fonte de recursos que paga o Mossoró Cidade Junina é a mesma fonte que paga as cirurgias eletivas, que paga a limpeza da cidade, que paga os medicamentos.
Imagem 1 -  Prefeita de Mossoró deixou de pagar as cirurgias eletivas e vai torrar R$ 3 milhões no MCJ
A fonte de recursos que paga o Mossoró Cidade Junina é a mesma fonte que paga as cirurgias eletivas, que paga a limpeza da cidade, que paga os medicamentos.
 
Quando o secretário de Saúde quer dinheiro para pagar as contas da secretaria, ele solicita a Perfeita Rosalba, que aciona a Secretaria de Finanças para fazer os pagamentos.
 
Quando a secretaria de Obras quer pagar por um serviço, faz o mesmo procedimento, assim como a Educação, e demais secretárias do governo Rosalba Ciarlini. É assim que funciona.
 
Em tese, não adianta nada ter R$ 50 milhões previsto no orçamento destinado para investimentos em saúde, se o cara que manda (não é Rosalba) não autorizar a Finanças a pagar.
 
Portanto, este papo furado de que os recursos na ordem de uns R$ 3 milhões que serão torrados no Mossoró Cidade Junina não podem ser aplicados em outros setores da administração é canalhice.

Até mesmo porque são recursos que deveriam ter sido usados para pagar os ortopedistas que atenderam no mês de janeiro na UPA do BH.
 Assim como poderia ter sido usado para pagar os ortopedistas pelas cirurgias que fizeram pelo SUS em 2016 e também em 2017.

Rosalba Ciarlini e Benjamim Bento suspenderam as cirurgias eletivas, não pagaram pelas cirurgias já realizadas, por pura maldade. Não é justo deixarem mais de 50 agonizando dentro do HRTM, quando já poderiam estarem em casa.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário