26 JUN 2022 | ATUALIZADO 12:59
MOSSORÓ
Da redação
22/05/2017 10:01
Atualizado
13/12/2018 06:47

O dinheiro que Rosalba Ciarlini nega para a oncologia sobra no Mossoró Cidade Junina

A+   A-  
Prefeita acusa o ex-prefeito pela falta de recursos, como se tivesse sido o ex prefeito responsável pela crise nacional e a saída das prestadoras de serviços da Petrobras da região
Imagem 1 -  O dinheiro que Rosalba Ciarlini nega para a oncologia sobra no Mossoró Cidade Junina
A Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer pediu para a prefeita Rosalba Ciarlini pagar a manutenção da máquina de radioterapia do Hospital da Solidariedade.
 
Tempo perdido, segundo relatam os pacientes a este jornalista. Não existe compaixão e nem respeito à vida entre aqueles que administram os recursos públicos em Mossoró.
 
Através de seus secretários, a prefeita Rosalba informa que está sem recursos devido ao governo desastroso de Francisco José Júnior, num ato de pura dupla covardia.
 
Primeiro porque Francisco José Júnior não motivou a crise financeira nacional, que derrubou os repasses do Fundo de Participação dos Municípios de forma absurda.
 
Segundo, também não foi Francisco José Júnior que motivou a saída de empresas que prestam serviços à Petrobras da região de Mossoró, derrubando a arrecadação drasticamente.
 
Estes dois fatores fizeram desabar em mais de R$ 130 milhões/ano a arrecadação em Mossoró, no período em que Francisco José Júnior administrou a Prefeitura de Mossoró.
 
A mesma Rosalba Ciarlini que hoje tenta, de forma sacana, jogar a culpa em Francisco José Júnior, foi quem administrou Mossoró por décadas, com seus aliados, período de bonança de royalties e de outros tributos e não prepararam Mossoró para ser autossustentável.
 
A falta de recursos que Mossoró vive hoje é consequência da irresponsabilidade das gestões de Rosalba e suas aliadas, tanto na Prefeitura como no Governo do Estado e não de Francisco José Júnior que assumiu por determinação judicial em anos de crise.
 
O dinheiro que Rosalba nega para pagar a manutenção da máquina de radioterapia da Liga do Câncer é o mesmo que ela não nega para quase 30 dias de festa no Mossoró Cidade Junina.

O aperto financeiro em função da não contrapartida do município e também do Estado para a Liga do Câncer em Mossoró que nem agulha para cateter havia nesta manhã de segunda-feira, 22 de maio. 

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário