24 JUL 2024 | ATUALIZADO 18:32
POLÍCIA
Da redação
11/03/2015 08:42
Atualizado
13/12/2018 01:11

Polícia descobre que traficante usava filhos menores para vender drogas

A+   A-  
Delegado Erick Gomes, que coordenou a operação, disse que a residência estava sendo monitorada há vários dias na zona leste de Caraúbas e que há comprovação real do tráfico no local
Imagem 1 -  Polícia descobre que traficante usava filhos menores para vender drogas
Divulgação / PC

A Polícia Civil de Caraúbas apreendeu, durante operação nesta terça-feira (09), duas armas de fogo, várias cápsulas deflagradas, cerca de 60 saquinhos de crack, balança de precisão, cachimbo, giletes, munição de arma artesanal e ainda R$ 128,00 em dinheiro fracionado.

A droga e as armas estavam em uma residência classificada ponto de venda de entorpecentes no bairro Leandro Bezerra, zona leste de Caraúbas/RN, que tem cerca de 20 mil habitantes e está localizada no Oeste do Rio Grande do Norte.

De acordo com o delegado Erick Gomes, que coordenou a operação, a residência estava sendo monitorada há vários dias e havia comprovação real de que se tratava de um local de comércio de drogas.

E isto, conforme os policiais que atuaram diretamente na operação, nem era a questão mais grave e que pedia urgência por parte da policia e também por parte do Poder Judiciário.

No ato da abordagem, confirmando o que já havia sido apurado durante o monitoramento, as drogas estavam sendo vendidas por três menores, filhos de um suspeito que não foi encontrado. Está foragido.

Um usuário, que também estava na residência, confirmou que sempre adquire pedras de crack neste endereço, inclusive tinha comprado na noite anterior. Este mesmo usuário também confirma que menores eram usados como avianzinhos.

A razão pela qual o traficante usava os próprios filhos para traficar drogas, possivelmente para, no caso de haver prisão, não transferir a culpa pelo crime de tráfico de drogas, que prevê pena de 8 a 15 anos de prisão, para os menores, que a Legislação não prevê punição.

Os materiais ilícitos foram levados até a Delegacia de Polícia Civil de Caraúbas, onde foram lavrados os procedimentos de praxe. A investigação agora ganha outro contorno, especialmente em função do uso de menores para traficar drogas.

Também participaram da operação o delegado de Polícia Civil de Umarizal, Luciano Augusto, e uma guarnição da Polícia Militar de Caraúbas.

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário