23 JAN 2019 | ATUALIZADO 19:42
POLÍTICA

TRE mantém elegibilidade do deputado Tomba Farias e da prefeita de Santa Cruz

Na Assembleia, Tomba repercutiu a decisão da Justiça Eleitoral sobre ele e sua esposa Fernanda Costa, prefeita de Santa Cruz. "O TRE confirmou que não cometemos crime de qualquer espécie".
Da redação
18/05/2018 05:33
Atualizado
13/12/2018 09:06
A+   A-  
TRE mantém elegibilidade do deputado Tomba Farias e da prefeita de Santa Cruz
O deputado Tomba Farias (PSDB) repercutiu na sessão ordinária desta quinta-feira (17), no plenário da Assembleia Legislativa, a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE) que reformou a decisão judicial em primeira instância, que havia determinado a cassação da prefeita de Santa Cruz, Fernanda Costa (MDB), sua esposa, e do vice-prefeito Ivanildo Ferreira, além de sua inelegibilidade.

Tomba e Fernanda foram acusados de abuso de poder pelo fato de um grupo de idosos do município ter participado de um passeio a uma praia, e ter se instalado em uma casa de verão pertencente a  herdeiros do deputado.

“O TRE confirmou que não cometemos crime de qualquer espécie e que não houve ação social de forma eleitoreira”, afirmou Tomba, que aproveitou para agradecer a confiança da população de Santa Cruz e da região Trairi. Tomba reiterou que não houve crime eleitoral já que o passeio de idosos não alteraria em nada o resultado do pleito de 2016, quando a prefeita Fernanda Costa foi reeleita com ampla maioria sobre o segundo colocado.

A sentença em primeiro grau, proferida pela justiça eleitoral de Santa Cruz, foi reformulada na sentença mantendo a elegibilidade do deputado estadual Tomba Farias (PSDB) e o mandato da prefeita de Santa Cruz, Fernanda Costa. Com essa decisão, o deputado Tomba Farias está habilitado a concorrer as eleições deste ano, quando disputará reeleição.

Ao mesmo tempo que se mostrou feliz com a decisão da Corte Eleitoral, o deputado Tomba Farias criticou o que considera “dois pesos e duas medidas” por parte de setores da mídia potiguar. E citou como exemplo as inúmeras reportagens e postagens negativas na InterTV Cabugi, no portal Agora RN e no noticiário de blog, rádio e televisão comandado pela jornalista Anna Ruth Dantas, que não reformularam seus pensamentos depois da decisão do TRE.

“Se a decisão do TRE fosse pela minha inelegibilidade, minha imagem estaria hoje aniquilada pelo noticiário”, disse o parlamentar. “Eu não poderia deixar de fazer esse desabafo”, disse Tomba, afirmando que não tem mágoa nem ódio de quem agiu assim e agradecendo aos setores da imprensa que ouviram sempre os dois lados da notícia.

Tomba lembrou que o noticiário considerado “maldoso”, chegou ao conhecimento de seus filhos de 13 e 15 anos que foram questionados na escola. “Hoje eu abro esse jornal e não vejo uma linha sobre a nova decisão”, ressaltou Tomba, ao exibir manchete do jornal Agora RN sobre o que seria o fim de sua carreira política.

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário