17 JAN 2019 | ATUALIZADO 18:28
MOSSORÓ

A festa de Santa Luzia e direitos humanos, por Carolina Rosado

"Direitos humanos é direito a vida, moradia, saúde, ter a religião que quiser... tipo, o basicão, porque houve um período em que o ser humano esqueceu,..."
13/12/2018 09:06
Atualizado
14/12/2018 10:04
A+   A-  
A festa de Santa Luzia e direitos humanos, por Carolina Rosado
Carolina Rosado é advogada

O que me cansa é me sentir igual a Declaração Universal de Direitos Humanos, parando para escrever o óbvio. 66% da população brasileira é contra os direitos humanos.

Então, vamos lá, fazer papel social e tentar ajudar.

A gente do Direito, paga essa disciplina, na minha época, era optativa, não sei como está hoje. Então, dê um voto de confiança a quem estudou, mesmo que não pense como eu.

Pois bem, amanhã é dia de Santa Luzia, padroeira da cidade de Mossoró, os católicos vão para procissão, os evangélicos não vão.

Mas, veja que bacana, dá pra ambos morarem na mesma cidade, sabe por que?

Porque temos a liberdade da manifestação do sentimento religioso garantida.

E onde esse direito maravilhoso está? Na declaração universal de direitos humanos (e na nossa CF).

Você sabia que ainda hoje existem países em que se matam pessoas que pregam o cristianismo? Não.

Portas Abertas, procure esse site.

Então é isso, direitos humanos é direito a vida, moradia, saúde, ter a religião que quiser... tipo, o basicão, porque houve um período em que o ser humano esqueceu, daí precisou geral parar e escrever... certo? Alguma dúvida? Do tipo só protege bandido!!! Não, protege você que vai cultuar sua Santa e você que não vai.

Viu?

Como é bacana?

E esse é só um aspecto da Declaração, por óbvio, não consigo explicar uma disciplina num post, mas, o jeito vai ser fazer uns textinhos.


A festa de Santa Luzia e direitos humanos, por Carolina Rosado

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário