13 AGO 2022 | ATUALIZADO 19:21
No Ar
WILLIAM ROBSON
15/12/2018 15:20
Atualizado
19/12/2018 09:28

[TELEDIÁLOGOS] Na FJA, Crispiniano quer ampliar parcerias culturais e adaptar auditórios para teatros

A+   A-  
Na série "Telediálogos", novo presidente da FJA, Crispiniano Neto conversa com o jornalista William Robson e explica que estes auditórios receberiam equipamentos como audiovisual, cortinas, refrigeração e acústica que garantisse a apresentação de espetáculos e para uso dos artistas locais

Poeta e agrônomo, Crispiniano Neto, em entrevista para a série "Telediálogos", destacou os projetos iniciais que pretende executar à frente da Fundação José Augusto, o equivalente a Secretaria de Cultura do Estado, cargo que ocupa pela quarta vez. Durante uma hora, via Hangout (Crispiniano Neto estava falando da Serra do Mel) adiantou que a ideia é reatar e ampliar parcerias e gerenciar recursos disponíveis com criatividade e zelo.

Crispiniano ainda abordou sobre temas como governo Fátima, Bolsonaro e as perspectivas para a cultura no próximo governo, em conversa com o jornalista Wiliam Robson. Outros pontos abordados inclui as reformas que estão em andamento e a continuidade de trabalhos em execução. Reformar as Casas de Cultura, que apesar de abandonadas pelo Estado, seguem em atividade por iniciativa dos próprios artistas.

"Elaboramos projeto para quase 40 casas de cultura. O teatro Lauro Monte foi esta aí. Câmara Cascudo. Palácio Potengi está em obras. Museu de Café Filho está perto de inaugurar. Vamos levantar todos estes pontos logo de início", adiantou Crispiniano.

Há também a ideia de adaptar auditórios e pequenos em várias cidades do interior para se tornarem teatros. Estes auditórios receberiam equipamentos como audiovisual, cortinas, refrigeração e acústica que garantisse a apresentação de espetáculos e para uso dos artistas locais.

Sobre as Casas de Cultura, explicou: "Hoje temos 28 casos de cultura. Vamos ver os projetos que caíram pelo caminho, e tentar retomar o que havíamos implantado., Tínhamos 60 aqui no RN".

O futuro presidente da FJA, ainda lembrou do Projeto Seis e Meia, série de eventos musicais com artistas nacionais e que abriam espaço para os artistas locais. Está nos planos fazer estudos para uma possível retomada ou ajustes para uma nova versão.


Notas

UNP 27 de junho de 2022

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário