24 SET 2020 | ATUALIZADO 18:36
NACIONAL
AGÊNCIA BRASIL
31/01/2019 13:40
Atualizado
31/01/2019 16:51

Justiça do Trabalho bloqueia mais R$ 800 milhões da Vale, responsável pela barragem

A+   A-  
De acordo com o órgão, também foram impostas à mineradora obrigações como arcar com custos de sepultamento e a manutenção de pagamentos de salários a trabalhadores vivos e familiares de mortos e desaparecidos
Imagem 1 -  Variadas imagens da tragédia com o rompimento da barragem de Brumadinho; acesse o especial TRAGÉDIA EM BRUMADINHO e acompanhe as últimas notícias
Variadas imagens da tragédia com o rompimento da barragem de Brumadinho; acesse o especial TRAGÉDIA EM BRUMADINHO e acompanhe as últimas notícias
Imagens variadas

A Justiça do Trabalho autorizou um novo bloqueio de R$ 800 milhões da mineradora Vale, responsável pela barragem que se rompeu em Brumadinho. Na última segunda-feira (28), já haviam sido bloqueados R$ 800 milhões, valor correspondente a 50% do total pedido pelo Ministério Público do Trabalho em Minas Gerais (MPT-MG).

“Mais R$ 800 milhões foram bloqueados nas contas da Vale S.A, para assegurar pagamentos e indenizações trabalhistas. Com isso, o Ministério Público do Trabalho em Minas Gerais conseguiu assegurar um total de R$ 1,6 bilhão, que darão efetividade a resultados de ações e acordos extrajudiciais”, informou o MPT-MG, por meio de nota.

De acordo com o órgão, também foram impostas à mineradora obrigações como arcar com custos de sepultamento e a manutenção de pagamentos de salários a trabalhadores vivos e familiares de mortos e desaparecidos, além da entrega de documentos considerados fundamentais para a instrução do inquérito e apuração das condições de segurança na mina.

“O Ministério Público do Trabalho apresentou pedido de reconsideração da decisão para a acolhida integral do bloqueio e a rápida liberação de seguro de vida, o que foi deferido pela Justiça do Trabalho, na tarde desta quarta-feira (30).”

Notas

AME

Outras Notícias

Deixe seu comentário