20 NOV 2019 | ATUALIZADO 18:31
MOSSORÓ

Por trás do glitter

Indo de encontro ao mercado nacional, as drags ganham força na noite alternativa mossoroense
JÚNIOR MARQUES - HIPERLAB/MOSSORÓ HOJE
14/04/2019 09:52
Atualizado
14/04/2019 10:31
A+   A-  
Imagem 1 -  Em meio a brilhos e glamour, as “divas da noite” vêm mostrando a cara e conquistado o público, principalmente o mais jovem. Neste trajeto, enfrentam ainda muito preconceito
Em meio a brilhos e glamour, as “divas da noite” vêm mostrando a cara e conquistado o público, principalmente o mais jovem. Neste trajeto, enfrentam ainda muito preconceito
Cedidas

A noite de Mossoró é conhecida na região pela variedade de opções musicais. Tem para todos os gostos. De uma balada sertaneja, um forró mais animado, ou mesmo uma vibe eletrônica. Nos últimos anos, a noite alternativa vem ganhando força no cenário local, e elevando artistas que até então não tinham reconhecimento nem público na cidade: as drags. Em meio a brilhos e glamour, as "divas da noite" vêm mostrando a cara e conquistado o público, principalmente o mais jovem. Neste trajeto, enfrentam ainda muito preconceito. 


VEJA MAIS

 O que é uma Drag?


Lançado pela Shade House em 2017, Lucas Peixoto, de 19 anos, viu sua vida mudar completamente. Desde muito novo, se inspirou nas grandes artistas internacionais, mas não enxergava uma perspectiva de explorar o seu lado drag em Mossoró. Estudante de teatro e amante da música, Peixoto conta que o apoio das casas locais e dos fãs que foi conquistando na carreira foi fundamental, inclusive para superar a resistência dentro da sua família, assim como para o entendimento de sua posição como artista profissional. Com mais de 10 mil seguidores em suas redes sociais, Aisha Belmonte - nome artístico - possui hoje contrato fixo com três casas de show locais, além de tocar em eventos no Ceará e na Paraíba.


Outros dois nomes em evidência nesse nicho na cidade são os de Jade Vittale e Beverly Hills. Andriew Gomez, de 18 anos, que interpreta Jade, revela que procura uma expansão maior com o seu trabalho, e almeja, assim como a sua maior inspiração, Pabllo Vittar, levar a sua arte para outras plataformas, como o teatro, mercado fonográfico e a TV. "Vejo a cena drag crescendo a cada dia. Inclusive eu e outros performers já conseguimos expandir o nosso trabalho para outros estados. É tudo muito recente, porém a tendência é de total crescimento".

O trabalho de Andriew acabou servindo de inspiração para Marcos Saraiva, de 20 anos, que atua como Beverly Hills. Saraiva confessa que se encantou com o processo de transformação de Jade, e desde maio de 2018 vem buscando o seu lugar na noite. A resistência na família ainda é um empecilho, mas aos poucos, vem sendo quebrado.


Benedito Ferreira, é o padrinho de todas elas. Graduado em Administração e dono da Shade, empresa que abriu as portas para diversas drags da cidade, ele foi a pessoa que viu um nicho a ser explorado e decidiu arriscar. Para isso contou com o apoio de dois amigos. Juntos criaram a Shade produtora de eventos. Hoje, o empreendimento transformou-se na Shade House Bar. O espaço é aberto todos os finais de semana, e trimestralmente abriga festas que chegam a contar com mais de 10 mil pessoas.

Neste eventos, as drags fazem suas performances e geralmente um artista nacional, do mesmo segmento, é convidado. Mesmo com o sucesso de público na maioria de suas festas, Benedito ainda percebe resistência por parte das pessoas. Mas isso não o abate, pois sabe que há também um público especializado interessado. "Eu decidi apostar porque é exatamente isso o que o público quer. Já procurei e lancei drags no cenário local que hoje tocam praticamente em todos os eventos alternativos da cidade. Me sinto feliz com isso, mas o mérito, obviamente, é todo delas", afirma.

Quem acompanha a noite de uma destas artistas, vê bem que o cenário musical da cidade para elas se abre a cada dia. Antes do palco, muita preparação. Maquiagem, cabelo, manicure.Tudo para brilhar a cada aparição. Na Glow House Bar, localizada no bairro Nova Betânia, acompanhamos uma noite de show com Aisha Belmonte. Na entrada, fotos com fãs e a casa sempre lotada "Sou muito agradecido por tudo que vem acontecendo na minha vida. Graças a Deus tudo vem se desenhando e indo além do que eu imaginava. Em breve gravarei minha música autoral e pretendo expandir ainda mais o meu espaço", conta ela. Pela euforia do público, é certeza de que pode estar chegando um novo sucesso.


*A agência HiperLAB Uern é um ação do Laboratório de Narrativas Hipermídia (HiperLAB), projeto de extensão do curso de Jornalismo da Uern, coordenado pelo professor Ms. Esdras Marchezan  

Imagem 2 -  Drags ganham força na noite alternativa mossoroense

Notas

Compra Notebook

Publicidades

Novas inscrições MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário