21 AGO 2019 | ATUALIZADO 09:45
MOSSORÓ

Pesquisadores da Ufersa desenvolvem sistema para gestão de estoque de sangue em hemocentros

O Hemocentro é o local piloto onde o Doar está sendo implantado. Para isso, servidores da instituição passaram por capacitações sobre o sistema durante o último mês de abril
DA REDAÇÃO E UFERSA
17/05/2019 15:12
Atualizado
17/05/2019 15:14
A+   A-  
Pesquisadores da Ufersa desenvolvem sistema para gestão em hemocentros
Pesquisadores da Ufersa desenvolveram o sistema “Doar”, uma solução implementada em software para gestão de inventário e de doadores em bancos de sangue, que visa direcionar as campanhas de coleta. O sistema está em funcionamento no Hemocentro de Mossoró e foi financiado pelo Edital N.º 01/2018, da Pró-reitoria de Extensão e Cultura da Ufersa
Divulgação/Ufersa

Os hemocentros brasileiros têm como função a captação, a coleta e a distribuição de sangue à hospitais públicos e privados para o atendimento da necessidade de pacientes com diversos tipos de enfermidades. As transfusões de sangue e hemoderivados ajudam a salvar milhões de vidas todos os anos, inclusive em situações de emergência, como conflitos, desastres naturais e partos, segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde (2016). O desafio destas organizações é complexo considerando que o sangue e os hemocomponentes são produtos perecíveis, o que pode acarretar em altos índices de descarte de bolsas de sangue, e devido ao baixo quantitativo de doadores e o número de doadores que são rejeitados após os testes clínicos. Assim, estas organizações enfrentam rotineiramente o desafio de conciliar a oferta, que ocorre por meio das doações de sangue, com a demanda pelos hemocomponentes, que são produzidos a partir das bolsas coletadas, advinda das necessidades clínicas.

Estes fatos justificam a necessidade de um sistema capaz de racionalizar as campanhas de coleta de sangue, de forma a maximizar a oferta e reduzir o descarte. Com o objetivo de solucionar esses desafios, uma equipe de pesquisadores da Ufersa composta pelo professor e coordenador do projeto, Breno Barros Telles do Carmo, do curso de Engenharia de Produção, dos professores Daniel Faustino Lacerda de Souza e Paulo Gabriel Gadelha Queiroz, do curso de Ciência da Computação, da engenheira de produção e servidora técnica-administrativa da Ufersa, Vanessa Elionara Souza Ferreira Oliveira, e dos estudantes Itágores Leandro Bezerra de Lira, da Ciência da Computação, e Amim Alleff de Souza Silva, da Engenharia de Produção, desenvolveu o sistema “Doar”, uma solução implementada em software para gestão de inventário e de doadores em bancos de sangue, que visa direcionar as campanhas de coleta. O sistema está em funcionamento no Hemocentro de Mossoró e foi financiado pelo Edital N.º 01/2018, da Pró-reitoria de Extensão e Cultura da Ufersa. 

“O objetivo do Doar é otimizar o dimensionamento dos níveis de inventário dos hemocomponentes, considerando o histórico de saídas, por meio dos modelos de gerenciamento de estoque adaptados para a realidade dos hemocentros brasileiros. Bem como, a partir da gestão de inventário, possibilitar uma melhoria no processo de comunicação do Hemocentro com os doadores, para que sejam contactados assim que haja a necessidade específica para cada tipo sanguíneo”, explica o professor Breno.

Doar no Hemocentro de Mossoró – O Hemocentro é o local piloto onde o Doar está sendo implantado. Para isso, servidores da instituição passaram por capacitações sobre o sistema durante o último mês de abril.

De acordo com Lidiane Garcia, diretora do Hemocentro de Mossoró, o sistema traz maior agilidade e rapidez ao serviço prestado. “O Projeto Doar, como o próprio nome do sistema diz, representa a natureza do serviço que o Hemocentro presta à comunidade. Foi um grande presente que o Hemocentro recebeu porque vai nos possibilitar aperfeiçoar a oferta do nosso serviço, pois podemos fazer um levantamento das nossas necessidades, o que antes era feito manualmente. Gostaria de agradecer em nome do professor Breno, que está à frente desse projeto e a todos da equipe, sobre o benefício e a grande satisfação que o Hemocentro tem com essa parceria com a Ufersa e espero que muitas outras possam vir”, afirma a gestora. A diretora está organizando uma reunião solicitada pela coordenação estadual de hemocentros do RN, a Hemonorte, para que a equipe apresente o projeto em Natal e espera que com essa nova parceria ele seja futuramente implantado em toda Hemorede.

Para a enfermeira Camila Amorim, o sistema traz benefícios ao possibilitar a realização de uma coleta mais inteligente e direcionada. “Com o sistema, sabemos a quantidade de tipagem sanguínea e de hemocomponentes que precisaremos mensalmente e temos o controle do que vamos precisar e de quais doadores precisam ser chamados, assim o estoque nunca ficará baixo e sempre teremos bolsas”, explica.

A assistente social Denise Morais comenta que o sistema é didático e fácil de utilizar e que os agendamentos dos doadores irão agilizar bastante os atendimentos e que a equipe poderá se planejar para a quantidade de doadores que comparecerão ao hemocentro diariamente. “Já estamos utilizando o Doar para agendar os doadores de acordo com os tipos sanguíneos, assim não colhemos excedentes e não deixamos faltar”, afirma.

Atualmente, a equipe do projeto está acompanhando as dificuldades encontradas pelos profissionais do hemocentro para a aprimoração do sistema a partir das demandas que surgem no cotidiano da instituição.

Sobre o Doar – O diferencial do Doar em relação a outros sistemas de gestão é a sua proposta de apoiar o gerenciamento de captação de bolsas de sangue por meio de um modelo de inteligência baseado nos níveis de inventário. Segundo o coordenador do projeto, a ideia do sistema é favorecer a coleta do sangue de forma inteligente, equilibrando a oferta e demanda, de forma a maximizar a disponibilidade dos hemocomponentes ao mesmo tempo que se evita o desperdício. O Doar funciona da seguinte forma:

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário