19 JUL 2019 | ATUALIZADO 00:24
EDUCAÇÃO

Resultado da primeira chamada do Prouni já pode ser consultada

O estudante que realizou a inscrição pode acessar o portal do programa e verificar se foi pré-selecionado. Caso tenha sido, deverá comparecer à respectiva Instituição de Ensino Superior para comprovação das informações prestadas em sua inscrição.
18/06/2019 15:07
Atualizado
18/06/2019 15:09
A+   A-  
Resultado da primeira chamada do Prouni já pode ser consultada
O Prouni tem como finalidade a concessão de bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições de ensino superior privadas.

O resultado da primeira chamada do Programa Universidade para todos (Prouni), referente ao segundo semestre de 2019, já está disponível para consulta.

O estudante que se inscreveu no processo seletivo, deve acessar o Site do Programa e conferir se foi selecionado para a instituição de ensino para a qual realizou a inscrição.

O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva Instituição de Ensino Superior para comprovação das informações prestadas em sua inscrição e eventual participação em processo seletivo próprio da instituição, quando for o caso, até o dia 25 deste mês.

SEGUNDA CHAMADA PROUNI

Em 2 de julho será disponibilizado o resultado da segunda chamada e a matrícula para os aprovados será de 2 a 8 do mesmo mês. Quem não for selecionado na chamada regular pode participar da lista de espera do Prouni.

O candidato deverá manifestar seu interesse por meio do site do Prouni no período de 15 a 16 de julho.


QUEM PODE PARTICIPAR DO PROUNI

Quem deseja concorrer a uma bolsa de estudo do Prouni deve ter estudado o ensino médio em escola da rede pública de ensino ou particular como bolsista integral da instituição, ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais atual e obtido média igual ou superior a 450 pontos e maior que zero na redação.

A renda familiar per capita não pode ser maior que três salários mínimos. O Prouni também concede bolsas para portadores de deficiência e professores da rede pública.


Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário