30 OUT 2020 | ATUALIZADO 16:29
POLÍTICA
Da redação
17/03/2015 10:02
Atualizado
13/12/2018 05:48

Presidente da Assembleia defende união de forças para resolver crise no sistema prisional

A+   A-  
Ezequiel Ferreira destacou que não podia ser diferente a participação enérgica do governador Robinson Faria e da secretaria de segurança para conter o caos.
Imagem 1 -  Presidente da Assembleia defende união de forças para resolver crise no sistema prisional
João Gilberto / AL

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PMDB), se pronunciou na manhã desta terça-feira (17) sobre a crise no sistema prisional do Estado. O parlamentar abriu a sessão plenária defendendo a união de forças para solucionar o problema.

Ezequiel Ferreira destacou que não podia ser diferente a participação enérgica do governador Robinson Faria e da Secretaria de Segurança para conter o caos. “O sistema prisional vem em colapso há anos e o governo está dando uma demonstração de firmeza e coragem para que a paz impere no Rio Grande do Norte. Algumas medidas já foram adotadas para restabelecer a normalidade”, disse Ezequiel.

O presidente da Casa informou que o governo instalou um Gabinete de Gestão Integrada Estadual, que está funcionando 24 horas, com o objetivo de discutir e monitorar as ações do Sistema Prisional do RN.

Além disso, o governador Robinson Faria garantiu junto ao Ministério da Justiça o envio de mais de 200 militares da Força Nacional de Segurança para reforçar as ações de monitoramento nos presídios. Esses policiais já estão chegando a Natal.

Diante das falsas mensagens que foram espalhadas nesta segunda-feira (16) durante as rebeliões e incêndios a ônibus, e que causaram pânico na cidade, Ezequiel Ferreira fez um apelo à população para não incentive a divulgação de informações inverídicas, que levam ao caos.

 “Neste momento é preciso cautela, serenidade e responsabilidade da população e rigor das autoridades para que seja restabelecida a ordem no nosso estado. O momento exige medidas enérgicas do poder executivo, que já estão acontecendo, e a Assembleia estará unida neste propósito”, disse o presidente da Assembleia Legislativa.

Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário