15 NOV 2019 | ATUALIZADO 18:56
MUNDO

Correio destaca título de Cidadão Honorário de Paris a Lula

A menção honrosa, aprovada na tarde desta quinta-feira (3), pelos membros do Conselho de Paris – órgão equivalente à Câmara de Vereadores– é concedida pelo compromisso do ex-presidente com a redução das "desigualdades sociais e econômicas" no Brasil.
DO CORREIO BRASILIENSE
04/10/2019 10:14
Atualizado
04/10/2019 10:19
A+   A-  
Imagem 1 -  Correio Brasiliense destaca título de Cidadão Honorário de Paris ao ex-presidente Lula. A menção honrosa é concedida pelo compromisso do ex-presidente com a redução das "desigualdades sociais e econômicas" no Brasil.
Correio Brasiliense destaca título de Cidadão Honorário de Paris ao ex-presidente Lula. A menção honrosa é concedida pelo compromisso do ex-presidente com a redução das "desigualdades sociais e econômicas" no Brasil.
FOTO: MAURO PIMENTA/AFP

Nesta quinta-feira (3) a prefeitura de Paris decidiu conceder o título de cidadão honorário ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde abril de 2018, na sede da Polícia Federal (PF), em Curitiba.

A menção honrosa, aprovada na tarde desta quinta-feira (3), pelos membros do Conselho de Paris – órgão equivalente à Câmara de Vereadores– é concedida pelo compromisso do ex-presidente com a redução das "desigualdades sociais e econômicas" no Brasil.

Esse compromisso "permitiu que quase 30 milhões de brasileiros saíssem da extrema pobreza e acessassem direitos e serviços essenciais", afirmou a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, em comunicado.

"Lula se destacou por uma política proativa de combate às discriminações raciais especialmente marcadas no Brasil", acrescenta a prefeita, dizendo que "por meio de seu compromisso político, todos os defensores da democracia no Brasil são atacados".

A nota oficial da prefeitura de Paris ainda ressaltou que Lula foi condenado quando pretendia disputar novamente a presidência nas eleições de 2018.

"Ele (Lula) sempre afirmou ser vítima de uma conspiração política para impedi-lo de voltar ao poder enquanto era o favorito da eleição presidencial de outubro de 2018, que viu a vitória do candidato de extrema direita Jair Bolsonaro", diz.

Lula, de 73 anos, governou o Brasil de 2003 a 2010 e cumpre oito anos e dez meses de prisão por corrupção. Ele foi condenado após uma investigação da Operação Lava Jato atualmente questionada. O ex-presidente continua reivindicando sua inocência.


Notas

Compra Notebook

Publicidades

Eleições 2020 MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário