21 OUT 2019 | ATUALIZADO 16:00
MOSSORÓ

“Mães são obrigadas a deixar os filhos em cubículos superlotados”, diz Marleide

A Presidente do Sindserpum, Marleide Cunha, utilizou suas redes sociais para fazer um desabafo sobre o descaso da prefeitura com a educação das crianças do município.
COM INFORMAÇÕES DE MARLEIDE CUNHA
08/10/2019 12:29
Atualizado
08/10/2019 12:35
A+   A-  
Imagem 1 -
FOTO: MARLEIDE CUNHA

Nesta segunda-feira (7) a Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindserpum), Marleide Cunha, utilizou suas redes sociais para fazer um desabafo sobre o descaso da prefeitura com a educação das crianças do município.

Marleide se refere às construções das creches do município, localizadas na Estrada da Raiz, no Papoco e no Vingt Rosado, que estão inacabadas, dificultando o acesso de crianças a escola.

“É revoltante ver o descaso da prefeitura de Mossoró com o direito à Educação das crianças. São 10 anos que essas 3 creches tem financiamento do FNDE para construção e até hoje não foram concluídas. Vergonha!!”, escreveu a professora.

De acordo com as placas informativa sobre as obras, todas já deveriam ter sido concluídas e entregue a população, mas, até o momento, não há perspectiva de serem concluídas.

Ainda segundo Marleide, o município possui diversas crianças sem acesso a creches ou em unidades superlotadas por falta de novas instalações adequadas.

“Enquanto isso, temos milhares de crianças sem creche ou quando as mães conseguem vaga são obrigadas a deixar os/as filhos/as em cubículos superlotados, como por exemplo, uma sala berçário com 17 bebês. Quando o povo de Mossoró vai reagir a esse desrespeito?”, questiona a educadora.


Notas

Santa Luza

Publicidades

Eleições 2020 MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário