10 DEZ 2019 | ATUALIZADO 12:19
ESTADO

Estoque de leite especial Neocate LCP está zerado no Rio Grande do Norte

O leite é entregue de forma gratuita para crianças de até dois anos que possuem intolerância à proteína do leite de vaca. Em caso de falta deste produto, as mães têm que pagar uma média de R$ 120,00 em uma única lata, sendo que, dependendo da idade, uma criança chega a tomar entre 6 e 10 latas por mês.
DA REDAÇÃO, COM INFORMAÇÕES DE RAMON NOBRE/SUPER TV
12/11/2019 12:05
Atualizado
12/11/2019 12:06
A+   A-  
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

O leite Neocate LCP, distribuído pelo Governo do Estado através da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), está com estoque zerado.

O leite é entregue de forma gratuita para crianças de até dois anos que possuem intolerância à proteína do leite de vaca e, por isso, precisam do leite especial para se alimentarem.

Em caso de falta deste produto, as mães que possuem filhos com a intolerância, têm que pagar uma média de R$ 120,00 em uma única lata. Algumas crianças, chegam a utilizar 6 latas por mês.

É o caso do Lucas Felipe, de apenas dois anos, filho da dona de casa Maria Dorgivânia. Devido a idade, o Lucas recebe 6 latas por mês do governo, mas o produtos já está chegando ao final e, caso o estoque não seja renovado, o produto terá que ser comprado pela família da criança.

“O leite dele varia de R$ 115,00, R$ 125,00, a gente já chegou a comprar até de R$ 140,00, porque quando a gente não era ciente do programa, a gente comprava”, explicou Maria Dorgivânia.

A mãe de Lucas contou que existe um grupo de mães que possuem filhos com intolerância à proteína do leite de vaca e recebem o Neocate LCP. Quando sobra na casa de umas delas, ao leite é doado para outra criança que esteja precisando no momento.

“Se acabar o que tem aqui em casa, infelizmente, a gente vai ter que comprar, porque como elas não estão recebendo, não vai ter como ter doação, porque algumas mães desde o mês passado que não estão recebendo, então ele (Lucas), não vai ter como receber doação”, contou.

Por meio de nota, o Governo do Estado, através da Unicat, informou que “o processo para aquisição da fórmula infantil Neocate LCP está em tramitação na Coordenadoria Financeira (COF) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) para empenho”.

Para receber o leite de forma gratuita é necessário que a criança seja diagnosticada por um especialista que comprove que ela possui e a intolerência.

E seguida, a família deve procurar a II Unidade Regional de Saúde Pública (II Ursap), em Mossoró, para realizar o cadastramento da criança e, só então, passar a receber o produto na Unicat de Natal.

A assistente social da II Ursap, Kelly Formiga, explica que é necessário, ainda, que os responsáveis levem a criança para uma consulta no Hospital Pediátrico em Natal (Hosped).

“Para as crianças que não têm famílias que possam viajar por meios próprio, existe uma assistência do município. Eles devem procurar a secretaria municipal de saúde e levar o laudo do pediatra da criança, para que seja agendada uma consulta no Hosped e disponibilizado um veículo com acompanhante para levar essa criança a Natal”, explicou a assistente social.

Kelly ainda ressalta que é importante que os pais deem esse primeiro passo, visto que é um direito da criança de até 2 anos receber o leite.


Notas

Ambiental do Brasil

Publicidades

Bolsas 100% MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário