15 DEZ 2019 | ATUALIZADO 18:45
MOSSORÓ

Canudo comestível dos alunos do Sesi é exibido no Fantástico

Projeto foi desenvolvido pelos estudantes Francisca Hellen, Rhana Helen, Ana Karolina, Ana Beatriz e João Victor, da terceira série do ensino médio. É conduzido pelo professor Aryon Diniz, de Geografia e Atualidades.
Com informações da Fiern
17/11/2019 22:41
Atualizado
18/11/2019 08:02
A+   A-  
Imagem 1 -  O projeto é desenvolvido pelos estudantes Francisca Hellen, Rhana Helen, Ana Karolina, Ana Beatriz e João Victor, da terceira série do ensino médio. É conduzido pelo professor Aryon Diniz, de Geografia e Atualidades.
O projeto é desenvolvido pelos estudantes Francisca Hellen, Rhana Helen, Ana Karolina, Ana Beatriz e João Victor, da terceira série do ensino médio. É conduzido pelo professor Aryon Diniz, de Geografia e Atualidades.

O trabalho desenvolvido pelos estudantes da escola SESI Mossoró e ganhador da Olimpíada do Futuro (desenvolveram um canudo comestível ou biodegradável, feito de cera de carnaúba, mandioca e glicerina) foi destaque no programa Fantástico, da Rede Globo, neste domingo (17).

Veja mais

Inspirados por Yuval Harari, estudantes criam projeto para combater plástico  nos oceanos

A matéria leva a assinatura da jornalista Ana Carolina Raimundi, que esteve na unidade de ensino do SESI, em Mossoró, para gravar entrevistas com os estudantes. 

É sobre o filósofo e historiador israelense Yuval Noah Harari, guru de personalidades como Barack Obama, Bill Gates e Mark Zuckerberg, do Facebook.

Em seu livro “21 lições para o século XXI”, Harari apresenta sugestões para o mundo, despertando a necessidade de a humanidade rever hábitos que comprometem o planeta.

Para o historiador e filósofo israelense, o caminho é a educação. Ele propõe mudança na forma de educar. Quer estudantes criando meios de sobrevivência saudáveis a natureza.

Para Yuval Harari, o papel da escola para o bem do futuro é formar uma geração que se sinta confortável, mesmo que não consiga resposta para o que quer.

Quer o estudante pensando e desenvolvendo soluções para o bem do seu meio, usando o material disponível no seu meio que possa contribuir com o meio ambiente.

E foi que os estudantes do Sesi Mossoró Francisca Hellen, Rhana Helen, Ana Karolina, Ana Beatriz e João Victor, da terceira série do ensino médio, fizeram com o que tinham em mãos.

Desenvolveram um canudo comestível, biodegradável a partir da farinha de mandioca, a cera de carnaúba e glicerina em vários sabores, para competir na Olimpíada Nacional do Futuro.

Orientados pelo professor Aryon Diniz, de Geografia e Atualidades, a turma conquistou o primeiro lugar na Olimpíada Nacional do Futuro encerrada neste sábado, 16, em São Paulo.

O segundo lugar da competição, também ficou jovens mossoroenses que desenvolveram um projeto para preservação das abelhas. O terceiro lugar ficou com os cearenses.

Imagem 2 -  Canudo comestível dos alunos do Sesi é exibido no Fantástico

Notas

Compra Notebook

Publicidades

Bolsas 100% MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário