16 JUL 2020 | ATUALIZADO 12:23
POLÍCIA
Cezar Alves
11/01/2020 00:37
Atualizado
11/01/2020 01:00

Os alpendres do senador Prates no RN durante o recesso em Brasília

A+   A-  
O senador Jean-Paul Prates, do PT, optou por visitar as localidades das cidades em todas as regiões do Rio Grande do Norte. Diz que quer conhecer melhor os potiguares, verificando suas necessidades e buscando soluções.
Imagem 1 -  O senador Jean-Paul Prates, do PT, optou por visitar as localidades das cidades em todas as regiões do Rio Grande do Norte. Diz que quer conhecer melhor os potiguares, verificando suas necessidades e buscando soluções.
O senador Jean-Paul Prates, do PT, optou por visitar as localidades das cidades em todas as regiões do Rio Grande do Norte. Diz que quer conhecer melhor os potiguares, verificando suas necessidades e buscando soluções.
Da Assessoria do Gabinete do Senador

Quando chega o período de férias escolares (fim de ano e início de ano novo) os políticos se deslocam para suas casas de veraneios no litoral. É ao somo das ondas do mar, regado com muita bebida cara e comidas sofisticadas que acontecem as conversas de alpendre.

Tem quem prefira outros alpendres. O senador Jean-Paul Prates, do PR, optou por visitar as localidades das cidades em todas as regiões do Rio Grande do Norte. Diz que quer conhecer melhor os potiguares, verificando suas necessidades e buscando soluções.

No dia 7, o senador Jean Paul Prates, que é natural do Rio de Janeiro e que escolheu o Rio Grande do Norte para morar e servir, pegou a estrada rumo a São Pedro, São Paulo do Potengi, Barcelona, São Tomé, Lagoa de Velhos, Tangará e Serra de São Bento.


Em Lagoa de Velhos, Jean Paul conversou com a prefeita Sonyara Ribeiro, com o vice-prefeito Nildo do PT e vereadores (foto acima). Haviam também na conversa vários moradores da cidade. “A cidade é linda e fui muito bem recebido. Que lugar cheio de energia boa e potencial!”, diz Prates.

No dia 8 de janeiro, o senador partiu na direção dos alpendres nos municípios do Monte das Gameleiras, Passa e Fica, Lagoa D'Anta, Santo Antônio e Nova Cruz. Antes, porém, o senador e equipe passaram pela Serra de São Bento.


“Iniciamos o dia em Serra de São Bento, onde conhecemos o Café Serrano e a Casa do Artesão, coordenada pela secretária municipal de Cultura, Tavane Melo”, diz. Lembra que visitou ainda a Igreja de São Bento e destacou que destinou uma emenda de R$ 100 mil para a Sethas, para ações de estruturação, capacitação e desenvolvimento do artesanato em todas as regiões do RN. Já no turismo, destinamos emenda de R$ 500 mil para a Setur, com objetivo de promover nossos destinos turísticos, o que inclui Serra de São Bento, que faz parte do Polo Agreste/Trairí”, destaca o senador.


“Em Serra de São Bento, fomos recebidos para um café, ao som de uma “radiola de ficha”, na casa de Emanoel e Graça, empreendedores proprietários da Daya Confecções, sediada em Passa e Fica. Tietando a própria Daya, filha do casal, criada em meio às costureiras, engenheira têxtil pela UFRN e com mestrado em Milão. Exemplo de competência e de persistência profissional”. 


“Registro do almoço com a companheirada de Monte das Gameleiras, Passa e Fica e Serra de São Bento, regado ao molho cabidela com política local. Pessoal disposto e otimista. ”A expedição vai passar por Nova Cruz, Montanhas, Pedro Velho, Barra do Cunhaú, Vila Flor e Baía Formosa. 


O Rio Grande do Norte foi um dos últimos estados brasileiros a ter suas populações oficialmente registradas pela FUNAI, sendo atualmente cinco comunidades: Sagi-Trabanda, Eleotérios do Katu, Mendonças do Amarelão, Tapará e Caboclos do Açu.

Em Canguaretama, visitamos ainda a Aldeia Katu dos Eleotérios, na divisa com Goianinha, onde fomos recebidos pelo cacique Luiz Katu. Estivemos acompanhados do presidente estadual do PT Junior Souto e do companheiro Zé Paulo. Durante a visita, conversamos sobre os processos de demarcação de terras indígenas em curso no RN. 


A Aldeia Katu dos Eleotérios abriga a primeira escola indígena do Rio Grande do Norte – Escola Municipal João Lino da Silva, onde o cacique Luiz Katu leciona a disciplina de Etno-História. A escola oferece ensino integral às crianças, que estudam das 7h às 16h e recebem três refeições.

O cacique falou sobre as principais dificuldades da comunidade indígenas, que incluem o acesso às políticas públicas de saúde, o apoio à educação indígena e a luta pela independência econômica a partir da exploração sustentável dos recursos naturais. A comunidade criou o turismo sustentável e oferece aos turistas uma experiência de contato com a natureza.

Reiteramos que nosso mandato está à disposição para apoiar as pautas dos povos indígenas potiguares, principalmente no que se refere à luta para o resgate, a valorização e a visibilidade dessas comunidades.

Estamos chegando, Baía Formosa, Tibau do Sul, Senador Georgino Avelino e Arês. Reunião rápida em Vila Flor, cidade histórica do RN, que há muitos anos aprendi a admirar. Presença do vice-prefeito Riva Barros e da vereadora Michele, com quem falamos sobre as demandas da cidade. 


Conversa proveitosa com presidenta do PT de Baísa Formosa, Deyse Duarte, o prefeito Adeilson Gomes e um grupos de vereadores. O bate-papo girou em torno do saneamento da cidade, cujas obras pararam devido a várias dificuldades, segundo relatou o prefeito. Vamos tentar destravar essa questão com a Funasa, a Caixa Econômica Federal e o Ministério do Turismo. 


Em Baía Formosa, fizemos uma visita de cortesia ao ex-prefeito Nivaldo Melo, que, mesmo longe da gestão pública, está sempre preocupado com as pautas da cidade. Estivemos acompanhados da presidenta municipal do PT, Deyse Duarte. 

Falamos sobre o potencial turístico da cidade, a importante de resgatar o calendário de eventos e, ainda, a respeito da nossa ideia de fazer do município um polo de esportes outdoor, com atividades como surf, skate e moutain bike. Precisamos aproveitar a vocação natural da cidade, tão propícia a essas práticas, para potencializar a atividade turística de Baía Formosa, que ficou ainda mais conhecida depois da conquista do campeonato mundial de surf pelo nosso Ítalo Ferreira. 

O senador Jean Paul Prates continua  sua agenda de alpendre e alpendre pelo sertão do Rio Grande do Norte, devendo passar por Mossoró nos dias 21 e 22 de janeiro. A meta do senador é visitar e conhecer todas as regiões do Rio Grande do Norte durante o recesso parlamentar em Brasília.

Notas

Compra Notebook

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário