04 ABR 2020 | ATUALIZADO 17:23
NACIONAL
COM INFORMAÇÕES DE O POVO
21/02/2020 15:38
Atualizado
21/02/2020 15:39

Secretaria de Segurança do Ceará confirma 51 homicídios em 48h no estado

A+   A-  
Foram 29 homicídios na quarta-feira (19) e 22 na quinta-feira (20), registrando uma média de mais de 1 homicídio por hora desde o início da greve da Polícia Militar. Em janeiro, o Ceará teve média diária de 8 homicídios por dia. Foram 261 no mês. A média dos últimos três dias, portanto, triplicou.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Estado do Ceará confirmou a ocorrência de 29 homicídios na quarta-feira (19) e 22 na quinta-feira (20), registrando uma média de mais de 1 homicídio por hora desde o início da greve da Polícia Militar.

A paralisação começou no fim da tarde da terça-feira, 18 de fevereiro. Foram 51 homicídios em 48 horas. Em janeiro, o Ceará teve média diária de 8 homicídios por dia. Foram 261 no mês. A média dos últimos três dias, portanto, triplicou.

Em fevereiro do ano passado, a média foi inferior a seis homicídios por dia, com 164 homicídios. Na comparação com o mesmo mês de 2019, portanto, a média de assassinatos mais que quadruplicou.

Nesta quinta-feira, 20, equipes da Força Nacional começaram a chegar ao Ceará para reforçar o policiamento.

O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto autorizando o uso das Forças Armadas no Estado para Garantia da Lei e da Ordem (GLO). A partir desta sexta-feira, o Exército assume a segurança do Ceará.

Veja mais:

Tropas Federais chegam a Fortaleza e aguardam para atuar no Ceará

Forças nacionais terão exclusão de ilicitude durante atuação no CE, diz Bolsonaro


Os Policiais militares do Ceará protestam pelo plano de reestruturação salarial de policiais e bombeiros militares do estado.



Notas

Compra Notebook

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário