04 JUN 2020 | ATUALIZADO 19:07
MUNDO
28/03/2020 09:41
Atualizado
28/03/2020 09:41

Com caso confirmado, Mossoró toma medidas para travar COVID-19

A+   A-  
Prova disso mesmo é que já em Mossoró foi tomada a complicada decisão de cancelar o Mossoró Cidade Junina 2020.
Imagem 1 -  Prova disso mesmo é que já em Mossoró foi tomada a complicada decisão de cancelar o Mossoró Cidade Junina 2020.
Prova disso mesmo é que já em Mossoró foi tomada a complicada decisão de cancelar o Mossoró Cidade Junina 2020.
ascom

Com o primeiro caso de Coronavírus tendo sido confirmado no passado dia 21 de março, a cidade de  Mossoró já está tomando medidas de combate e prevenção a uma possível evolução do vírus na  cidade. De recordar que em Rio Grande do Norte já há pelo menos 9 casos confirmados de COVID-19. 

Com um poder contagioso muito elevado, apesar do Brasil ter sido um dos maiores países do mundo  a ter os seus primeiros casos positivos, a verdade é que o país só agora parece estar tomando medidas mais drásticas para que os casos não se assemelhem ao que está acontecendo em Itália ou  em Espanha. 

Prova disso mesmo é que já em Mossoró foi tomada a complicada decisão de cancelar o Mossoró Cidade Junina 2020 A prefeitura da cidade, após receber a notícia de que pelo menos uma pessoa já  estaria contaminada com o Coronavírus, não perdeu tempo e cancelou um dos eventos mais  tradicionais dos festejos juninos, como medida de prevenção. Mas será que vai ser suficiente? 

Primeiro caso em Mossoró está confirmado

Ao que tudo indica, o primeiro infetado em Mossoró se trata de um paciente com 55 anos.  Felizmente, e segundo informações mais recentes, o homem está recuperando bem e não apresenta  sintomas muito fortes. 

As informações também garantem que esse cidadão de Mossoró tinha estado próximo de uma pessoa que se soube mais tarde que também já tinha contraído o vírus. No total, ainda não se sabe  ao certo quantas pessoas em Mossoró, e que estiverem em contato com o doente, já foram testadas. 

Quem são as pessoas em Mossoró que correm mais riscos?

Tal como está sendo provado nos países que têm casos confirmados de COVID-19 há mais tempo, a  maior taxa de mortalidade desse vírus se encontra nas pessoas que têm mais de 65 anos de idade.  Ou seja, o vírus é mais letal para as pessoas mais idosas. 

No entanto, é importante realçar que infelizmente também pessoas mais jovens não conseguiram  resistir a esse vírus altamente contagioso. Porém, na maioria desses casos mais jovens, as vítimas já  teriam alguns problemas de saúde associados no passado. 

Por isso mesmo, e seguindo os conselhos das Entidades de Saúde, o ideal é que as pessoas de risco  tentem evitar ao máximo sair de sua casa, se isolando socialmente o mais possível. 

Jovens em Mossoró se juntam para ajudar quem mais precisa  

Sabendo perfeitamente desses números, que tendem a ser piores para os mais idosos, um grupo  cada vez maior de jovens se juntam nas redes sociais para prestar auxílio às pessoas de Mossoró que  estão necessitando de ajuda

Quer seja para fazer compras, ir na farmácia ou até ao hospital, muitos jovens mostraram seus  rostos e garantiram que estão prontos para poder ajudar ao máximo nesse momento que é tão  perigoso para as pessoas de Mossoró com mais idade. 

Tal como já tinha acontecido em São Paulo, um dos Estados mais afetados pelo COVID-19 no Brasil,  também muitos jovens se ofereceram para poderem ajudar, tentando assim minimizar ao máximo o  risco dos mais idosos poderem contrair esse vírus tão perigoso. 

Mundo está se juntando nessa luta contra o vírus

Felizmente, não é apenas no Brasil que gestos bonitos e até emocionantes de solidariedade e de  humanismo estão surgindo nesse tempo de “guerra” contra o Coronavírus. Por exemplo, o time do  Watford FC, que joga na Premier League futebol, já garantiu que seu estádio está aberto para  receber profissionais de saúde, segurança e de outros trabalhos essenciais, para que eles possam ter  as melhores condições possíveis para retornarem ao trabalho. 

De fato, também o mundo do futebol está muito solidário com a causa, sendo que cada vez mais  jogadores e técnicos estão doando dinheiro e material hospitalar e de saúde para ajudarem ao  máximo nessa luta.

Notas

Compra Notebook

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário