06 JUN 2020 | ATUALIZADO 20:37
SAÚDE
09/04/2020 17:41
Atualizado
10/04/2020 15:13

Sanitarista diz que está assustado com o avanço do coronavirus no Brasil

A+   A-  
Em entrevista ao jornalista Cezar Alves, o professor pesquisador Ricardo Burg Ceccin destaca a importância do isolamento social como única maneira de reduzir um número elevado de pessoas com coronavírus num pequeno intervalo de tempo. Fala, ainda, que está assustado com as proporções que a doença está ganhando no mundo.
Imagem 1 -  Em entrevista ao jornalista Cezar Alves, o Sanitarista Ricardo Burg Ceccin destaca a importância do isolamento social como única maneira de reduzir um número elevado de pessoas com coronavírus num pequeno intervalo de tempo. Fala, ainda, que está assustado com as proporções que a doença está ganhando no mundo.
Em entrevista ao jornalista Cezar Alves, o Sanitarista Ricardo Burg Ceccin destaca a importância do isolamento social como única maneira de reduzir um número elevado de pessoas com coronavírus num pequeno intervalo de tempo. Fala, ainda, que está assustado com as proporções que a doença está ganhando no mundo.
FOTO: REPRODUÇÃO

O sanitarista Ricardo Burg Ceccin, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, umas das maiores autoridades sanitárias do país, concedeu uma entrevista por videoconferência ao jornalista Cezar Alves, para falar sobre o avanço rápido e assustador do coronavirus (Covid-19).

Confira a entrevista completa.


O especialista destaca a importância do isolamento social como única maneira de reduzir um número elevado de pessoas com coronavírus num pequeno intervalo de tempo.

Comparando números de países onde os números de pessoas infectadas e óbitos causados pela doença são maiores, enquanto outros apresentam dados bem inferiores, ele explica que decisão rápida de implantação de medidas de contenção ao vírus são, sem dúvidas, decisivas. 

“Quanto a gente diz que parece uma gripe é porque a transmissão é via respiratória. Como ela é de transmissão por via respiratória, quanto maior a concentração de pessoas e se medidas não são adotadas para diminuir a aglomeração, para diminuir a circulação, bom, a gente vai ter a transmissão muito alta”, explica.

Conheça o currículo do entrevista AQUI.

Ingressou na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) como Professor Assistente de Educação em Saúde, em 1994, junto à Faculdade de Educação. Hoje é Professor Titular na área de Educação em Saúde/Saúde Coletiva e docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação, sendo orientador do mestrado e doutorado em Educação (programa nota 6 pela CAPES). Criou e coordenou a Residência Integrada Multiprofissional em Saúde Mental da UFRGS, foi diretor da Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul e foi Diretor do Departamento de Gestão da Educação na Saúde, do Ministério da Saúde. Fez Residência Multiprofissional em Saúde Mental no Centro Integrado de Psicologia (CIP/RS), cursou especialização em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), mestrado em Educação pela UFRGS, sendo bolsista do CNPq, doutorado em Psicologia Clínica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), sendo bolsista da CAPES, pós-doutorado em Antropologia Médica pela Universitat Rovira i Virgli (URV, Universidade Pública de Tarragona/Espanha) e estágio pós-doutoral sênior em Participação Social e Políticas Públicas em Saúde pela Università degli Studi di Parma (UniPR, Universidade Pública de Parma/Itália). É líder do EducaSaúde, Grupo de Pesquisa do CNPq em Educação e Ensino da Saúde, por meio do qual coordenou os projetos Prospecção de Modelos Tecnoassistenciais em Atenção Básica, SUS Educador: Docência na Saúde e Movimento Educação Permanente em Saúde, AvaliaCaminhos: Avaliação Educativa Institucional do Projeto Caminhos do Cuidado, Educação em Saúde da Mulher: acolhimento da gestante adolescente na saúde e na educação, AvaliaEPS: Avaliação Educativa Institucional da Educação Permanente em Saúde e Educação em Saúde, Pedagogias do Corpo e Saúde no Setor de Saúde Suplementar. É membro titular da Comissão Nacional de Residência Multi/Uniprofissional em Saúde ? CNRMS, junto ao Ministério da Educação. Foi pesquisador de produtividade APq, Pq 2 e Pq 1-D do CNPq, de 2006 a 2018. Atua nas áreas de Educação e Ensino da Saúde, Gestão da Educação na Saúde, Educação Permanente em Saúde, Educação em Saúde Mental e Práticas Pedagógicas em Serviços de Saúde. (Texto informado pelo autor)

Notas

Compra Notebook

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário