04 JUN 2020 | ATUALIZADO 19:07
NACIONAL
20/05/2020 12:23
Atualizado
20/05/2020 12:24

De 13 militares recém-nomeados para o Ministério da Saúde apenas 1 é médica

A+   A-  
Os nomes de mais 4 militares foram publicados na edição desta quarta-feira (20) do "Diário Oficial da União". Nesta terça-feira (19) o ministro interino, Eduardo Pazuello, já havia nomeado outros 9 militares do Exército para cargos no ministério. Entre os militares, apenas a 1º Tenente Laura Triba Appi é médica e vai exercer o cargo de assessora da Secretaria-Executiva da pasta.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

O ministro da Saúde interino, Eduardo Pazuello, nomeou mais quatro militares do Exército para cargos na pasta. Os nomes foram publicação na edição desta quarta-feira (20) do "Diário Oficial da União" e inclui ao menos uma médica e um engenheiro de formação.

Desde 4 de maio, por meio de portaria, o Ministério da Defesa já havia deixado 17 nomes do Exército à disposição do Ministério da Saúde pelo prazo de 90 dias, prorrogáveis por mais 90. Nesta terça-feira, Pazuello havia nomeado outros nove militares do Exército para cargos no ministério.

Veja quem foram os militares nomeados nesta quarta-feira:

Coronel Alexandre Martinelli Cerqueira, para exercer o cargo de Subsecretário de Assuntos Administrativos

1º Tenente Laura Triba Appi, que é médica, para exercer o cargo de assessora da Secretaria-Executiva

Major Celso Coelho Fernandes Júnior, que é engenheiro, para exercer o cargo de Coordenador-Geral de Acompanhamento e Execução de Contratos Administrativos

Capitão Paulo César Ferreira Júnior, para exercer o cargo de Diretor de Programa da Secretaria- Executiva

O governo vem aumentando a presença de militares no Ministério da Saúde desde a saída de Luiz Henrique Mandetta do comando da pasta.

O primeiro foi o próprio ministro-substituto Pazuello, nomeado secretário-executivo do então ministro da Saúde Nelson Teich, que deixou o cargo na semana passada.

O Ministério da Saúde informou que a estratégia de resposta à Covid-19 não foi prejudicada "em nenhum momento" pela presença dos militares na pasta.


Notas

Compra Notebook

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário