04 JUN 2020 | ATUALIZADO 19:07
EDUCAÇÃO
ANNA PAULA BRITO
20/05/2020 16:27
Atualizado
20/05/2020 16:30

Inep decide adiar ENEM 2020 após manifestações de políticos e entidades

A+   A-  
As provas nas versões impressa e digital serão acontecerão de 30 a 60 dias após as datas anteriormente marcadas. Estudantes serão consultados por meio de enquete a ser realizada em junho, na Página do Participante; Inep reforça que data final para inscrição no segue sendo esta sexta-feira, 22 de maio.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

Após diversas manifestações com solicitações de adiamento, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) decidiram adiar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020.

Por meio de nota, publicada nesta quarta-feira (20) no site do Inep, o instituto disse que o adiamento do exame atendia as demandas da sociedade e às manifestações do Poder Legislativo em função do impacto da pandemia do coronavírus.

De acordo com a nota, as versões impressa e digital do Enem 2020 serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais.

Antes do adiamento as provas seriam realizadas em 1º e 8 de novembro, na versão impressa, e em 22 e 29 do mesmo mês, na versão digital.

Para decidir as novas datas das provas, segundo o Inep, será realizada uma enquete direcionada aos inscritos do Enem 2020, a ser realizada em junho, por meio da Página do Participante.

O Inep ainda alerta que a data final para realização das inscrições no exame não foi modificada e segue até as 23h59 desta sexta-feira, 22 de maio.

Nesta terça-feira (19), com 75 votos a favor, o Senado aprovou o adiamento do calendário do Enem 2020. A matéria segue para votação na câmara dos deputados. Apenas o senador Flávio Bolsonaro havia votado contra o adiamento.

Veja mais:

Senado aprova adiamento do Enem 2020; proposta agora segue para Câmara



Notas

Compra Notebook

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário