02 JUL 2020 | ATUALIZADO 08:52
NACIONAL
03/06/2020 08:46
Atualizado
03/06/2020 08:46

Brasil bate novo recorde com 1.262 novos óbitos em 24h em todo o país

A+   A-  
Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde, no final da tarde desta terça-feira; Na manhã desta quarta-feira (3), de acordo com o levantamento das secretarias de saúde dos estados, o país já contabiliza 31.309 mortes provocadas pela Covid-19, além de 558.237 casos confirmados da doença.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

Os dados divulgados pelo Ministério da Saúde no final da tarde desta terça-feira (2) apontaram 1262 novos óbitos por Covid-19 em um período de 24h, número recorde de vítimas anotadas em um dia.

Ao todo, foram registrados 31.199 mortos e 555.383 casos confirmados da doença. Os números mantêm o Brasil na quarta posição do ranking de países com a maior quantidade de mortos pela Covid-19, atrás de EUA, Reino Unido e Itália.

Já na manhã desta quarta-feira (3), de acordo com o balanço divulgado pelas secretarias de saúde dos estados e município, o país já tem 31.309 mortes provocadas pela Covid-19. Quanto ao número de casos positivos, são 558.237.

Desde 22 de maio, o Brasil é o segundo país com mais casos confirmados de Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos, que registravam mais de 1,7 milhão de casos neste domingo (31), segundo balanço global feito pela universidade norte-americana Johns Hopkins.

Das 20 cidades com maior mortalidade no Brasil, 15 estão na Região Norte. No ranking, aparecem cinco capitais, nesta ordem: Belém (3°), Fortaleza (6°), Recife (9°), Manaus (12°) e Rio de Janeiro (17°).

RESPOSTA DO PRESIDENTE

Na manhã desta terça-feira (2), no Palácio da Alvorada, O presidente Jair Bolsonaro disse lamentar as mortes provocadas pelo coronavírus, mas afirmou que é "o destino de cada um".

Bolsonaro deu a declaração em conversa com apoiadores que o aguardavam na portaria do palácio, residência oficial da Presidência.

Mencionando passagens da Bíblia, uma apoiadora religiosa pediu "uma palavra de conforto nessa hora". "Pode ter fé e acreditar que a gente vai mudar o Brasil", disse Bolsonaro.

A apoiadora então insistiu: "E para os enlutados, que são inúmeros, o que o senhor diria?", indagou.

"Eu lamento todos os mortos, mas é o destino de todo mundo", respondeu o presidente.


Notas

Compra Notebook

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário