09 JUL 2020 | ATUALIZADO 12:36
SAÚDE
22/06/2020 11:46
Atualizado
22/06/2020 11:47

Pesquisas relacionam a Covid-19 com o aumento do risco de trombose

A+   A-  
O angiologista Nelson Brandão explica que a pouca movimentação do corpo, ocasionada pelo isolamento, pode acarretar essas e outras doenças. “A trombose é um coágulo e, se acontecer em vasos arteriais, pode causar a diminuição da circulação sanguínea. Coágulos em membros inferiores podem se deslocar pela corrente sanguínea até o pulmão, causando a embolia pulmonar".
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

Beber água, se alimentar e dormir bem, tomar sol e se exercitar são medidas importantes para manter o corpo e a mente saudáveis. O isolamento social necessário para conter o coronavírus pode acarretar outras doenças, como a trombose devido à pouca movimentação do corpo.

Trombose é a formação de um coágulo que pode obstruir a circulação sanguínea. Algumas pesquisas relacionam a Covid-19 com o risco de trombose e, consequentemente, embolia pulmonar. Como explica o angiologista do Hapvida, Dr. Nelson Brandão:

“A trombose é um coágulo e, se acontecer em vasos arteriais, pode causar isquemia - diminuição da circulação sanguínea. Coágulos em membros inferiores podem se deslocar pela corrente sanguínea até o pulmão, causando a embolia pulmonar"., explica.

De acordo com o médico, alguns fatores podem auxiliar no surgimento da doença: História prévia de trombose ou embolia pulmonar; História pessoal ou familiar de trombofilia; Imobilidade.

“Fique atento a esses sinais que podem ser sintomas da trombose: Dor e inchaço nas pernas; Dor torácica; Piora repentina da falta de ar; Escarro com sangue”.

Uma vez confirmado o diagnóstico, o tratamento deve começar imediatamente. Existem medicamentos e outras formas complementares, conforme indicação médica, de acordo com cada caso.


Notas

Compra Notebook

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário