08 AGO 2020 | ATUALIZADO 20:10
EDUCAÇÃO
01/07/2020 13:45
Atualizado
01/07/2020 13:46

Prazo para formalização e aditamento do Fies 2020 é prorrogado

A+   A-  
A alteração do prazo aconteceu por conta da pandemia do novo coronavírus. Com o novo prazo disponibilizado, os estudantes que se beneficiam do programa podem procurar os agentes financeiros até o dia 31 de julho para consultar todas as informações e obter os esclarecimentos sobre o financiamento.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

Em portaria publicada nesta segunda-feira, 29, no Diário Oficial da União, o Ministério da Educação (MEC) anunciou a prorrogação da formalização de contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do 1º semestre de 2020.

Com o novo prazo disponibilizado, os estudantes que se beneficiam do programa podem procurar os agentes financeiros até o dia 31 de julho para consultar todas as informações e obter os esclarecimentos sobre o financiamento. De acordo com o MEC, a alteração do prazo ocorreu por conta das ações de combate à pandemia da Covid-19.

Uma outra portaria que também foi publicada ontem modificou o prazo para realizar os aditamentos de renovação semestral dos contratos do Fies do primeiro semestre de 2020, tanto os simplificados como os não simplificados. Agora, os beneficiados podem realizar o processo até o dia 30 de setembro de 2020 pelo SisFies.

A novidade também vale para os estudantes que desejam fazer a transferência integral de curso ou instituição de ensino e também para quem deseja solicitar dilatação do prazo de utilização do financiamento. Neste caso, os bancos também devem analisar os Documentos de Regularidade de Matrícula já expirados.

O que é o Fies?

O Fies é o financiamento do ensino superior para instituições privadas. O sistema criado pelo governo federal garante juros menores nas mensalidades dos estudantes no decorrer do curso, sendo que o pagamento do auxílio é feito somente no final graduação

O Fies pode ser oferecido de duas formas, a primeira a juros zero, destinada à estudantes com renda familiar mensal de até três salários mínimos. E a segunda modalidade, chamada de P-fies, é designada àqueles que possuem renda familiar mensal de até cinco salários mínimos.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário