01 OUT 2020 | ATUALIZADO 18:26
ESTADO
06/08/2020 17:21
Atualizado
06/08/2020 17:21

Todas as regiões do RN ainda apresentam municípios com aumento de casos da Covid-19

A+   A-  
A informação foi confirmada nesta quinta-feira (6) pela Sesap. A exceção é apenas a região metropolitana de Natal. “Para uma análise mais apurada e consistente é preciso fazer o acompanhamento nos próximos 15 dias para verificar a tendência de redução em todo o Estado", disse Alessandra Luchesi
Imagem 1 -
FOTO: SANDRO MENEZES

A Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap) continua trabalhando para reduzir o atraso, que chega a 15 dias em alguns casos, no repasse de dados sobre as ocorrências de Covid-19.

A subcoordenadora de vigilância epidemiológica Sesap, Alessandra Luchesi, explicou que o fluxo de informação parte de notificação inicial nas unidades de saúde, passa pelas secretarias municipais e é encaminhada à Sesap.

Após receber as informações, a Sesap emite boletim com o comportamento da pandemia em todas as regiões.

"Hoje constatamos que há, com exceção da região Metropolitana de Natal, municípios em todas as regiões onde ainda há aumento de casos. Para uma análise mais apurada e consistente é preciso fazer o acompanhamento nos próximos 15 dias para verificar a tendência de redução em todo o Estado", disse Alessandra, nesta quinta-feira (6).

Ainda visando melhorar o fluxo de informações, a Sesap está realizando a vigilância laboratorial através do Laboratório Central do Estado (Lacen), que analisa até mil exames por dia, de todas as regiões do Estado.

A reabertura econômica autorizada pelo Governo do Estado é baseada na análise do curso das projeções para a pandemia utilizando os dados das ocorrências.

"Portanto, é preciso continuar mantendo medidas protetivas, o uso da máscara, a higiene pessoal, evitar aglomerações, dar preferência a ambientes abertos, ventilados, sem ar-condicionado. Precisamos observar todos os cuidados, agir em parceria e co-responsabilização. Tudo isto precisa continuar para que possamos vencer a pandemia", considerou Alessandra Luchesi.

Os dados epidemiológicos hoje registram 403 pessoas internadas, sendo 198 em leitos críticos e 205 em leitos clínicos. A fila de regulação tem 3 pacientes para leitos críticos, 3 para leitos clínicos e 12 aguardado transporte sanitário.

A taxa geral de ocupação de leitos é de 53%. Nas regionais o quadro é: região Oeste 71%, Metropolitana de Natal 47,8%, Pau dos Ferros 45%, Mato Grande 20%, Agreste 20% e Seridó, 70%.

As ocorrências de Covid-19 54.106 casos confirmados, 17.276 suspeitos, 50.841 casos inconclusivos (identificados como síndrome gripal não especificada), 86.720 descartados, 1.954 óbitos confirmados (3 nas últimas 24 horas) e 193 óbitos em investigação.

A Sesap acrescentou casos inconclusivos aos dados como forma de aprimorar as informações sobre Covid-19. Segundo a subcoordenadora de vigilância epidemiológica o novo parâmetro foi adotado para otimização dados suspeitos, que agora aparece bem menor.

"Os casos suspeitos que nos últimos 30 dias não tiveram seus resultados encerrados passam a ser contabilizados como inconclusivos e tratados como síndrome gripal não especificada, o que leva à redução dos casos suspeitos", informou.


Notas

AME

Outras Notícias

Deixe seu comentário