19 JAN 2020 | ATUALIZADO 19:04
MOSSORÓ

Padre de Mossoró critica Robinson e sai em defesa da UERN durante missa

Em seu discurso, Pe Charles ressaltou a greve da UERN como sendo a maior greve dos servidores estaduais do RN. "No momento certo, Mossoró vai dar a resposta a ele", disse.
Da redação
28/09/2015 07:38
Atualizado
14/12/2018 08:13
A+   A-  
Imagem 1 -  Padre de Mossoró critica Robinson e sai em defesa da UERN durante missa
Reprodução/You tube

“No momento certo, Mossoró vai dar a resposta a ele”, a declaração, que faz parte do discurso do Padre Charles Lamartine e foi direcionada ao Governador do Estado, Robinson Faria. Durante a missa, que ocorreu na manhã deste domingo (27), em Mossoró, padre Charles saiu em defesa da Universidade, que sofre com a greve há 123 dias.

Durante seu discurso, pe. Charles ressalta os 123 dias greve dos servidores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) como a sendo a maior greve dos servidores estaduais do RN. “É um péssimo presente para Mossoró e para a Universidade”, ressalta.

Veja Vídeo:



Ao contar a história de uma estudante da UERN de Caraúbas, que vem todos os dias daquele município estudar em Mossoró, padre Charles ressalta “são muitos os estudantes que vem sofrendo com a greve [...] e infelizmente a gente pode dizer, Robinson de Faria quando ganhou colocou um monte de outdoors em Natal dizendo ‘vou ser o melhor governador do RN”, mas uma pessoa que não prioriza a educação como base de emancipação de uma sociedade desenvolvida, não é capaz de ser nem o pior imagine o melhor governador”.

“Eu não tenho dúvida que no momento certo, Mossoró vai dar uma resposta a ele [Robinson], ... o nosso problema não é só crise financeira, o problema não é outra coisa senão de cabeça, traduzindo, é uma questão de concepção senhor reitor, a Universidade corresponde a 3% do orçamento líquido do Estado, e a pessoa dizer que a Universidade dá prejuízo, a universidade que é um celeiro das vocações intelectuais de Mossoró e região”.

“Nossa luta não é contra ninguém, nossa luta é a favor dos estudantes, é em favor da universidade por isso, nós repudiamos a falta de vontade do governador de resolver o problema”, finaliza padre Charles.

Ao final de seu discurso, padre Charles que também é aluno do curso de Serviço Social da UERN, pede que o governador compareça a assembleia universitária que acontecerá a partir das 19h desta segunda-feira (28) no Teatro Dix-Sept Rosado.

Notas

Andrews aluga

Publicidades

Bolsas 100% MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário