28 SET 2020 | ATUALIZADO 18:25
VARIEDADES
16/09/2020 15:06
Atualizado
16/09/2020 15:08

Tendências de decoração que ganharam força na pandemia

A+   A-  
Espaços mais bem aproveitados e um ambiente específico para o home office são mudanças muito vistas nas casas durante esse período
Imagem 1 -
FOTO: PATRICK PERKINS / UNSPLASH

O aumento do tempo dentro de casa durante a pandemia fez com que diversas pessoas quisessem renovar os ambientes, os deixando mais bonitos e adequados para todas as necessidades. Isso se comprova a partir de um levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Economia (IBRE/FGV) e da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco).

De acordo com a pesquisa, que entrevistou 600 comerciantes, a venda de materiais de construção cresceu 42% entre os meses de março a julho de 2020 em comparação ao ano de 2019.

Esse mesmo cenário se repete na área de itens para casa e decoração. Segundo dados divulgados pelo Sweetesthome, site de auxílio ao consumidor sobre produtos de casa e decoração, a busca por itens decorativos aumentou mais de 40% no primeiro semestre de 2020.

E muitas são as tendências de decoração que se fortaleceram ou surgiram durante esse período de quarentena e pandemia. Para mostrar quais são elas escrevemos esse artigo.

1 – Melhor aproveitamento dos espaços

Depois de passar muito tempo dentro de casa, as pessoas passaram a repensar o papel de cada espaço nas suas residências. Isso fez com que muitos cômodos fossem renovados para que se tornassem realmente úteis, práticos e funcionais.

Por essa razão, o que não é utilizado foi mandado embora e o que ficou passou por uma remodelação. Essa tendência vale para móveis, eletrodomésticos e objetos decorativos.

2 – Divisão de ambientes

Antes da pandemia da Covid-19 poucos eram os profissionais que trabalhavam em casa. Isso mudou após a quarentena, o que fez com que fosse necessário criar um bom espaço de home office.

A compra de móveis de escritório cresceu nesse período e quem não possui um cômodo específico para trabalho precisou apostar em ambientes integrados e funcionais que reúnem computadores, telefones, livros, poltronas, cadeiras e muitos outros itens.

Além disso, o uso de móveis para diferentes finalidades se intensificou com o home office. Deste modo, há um maior investimento em peças que podem ser usadas de variadas formas, como mesas que servem para alimentação e trabalho e assim por diante.

Deste modo, o que poderia resultar em desorganização passou a funcionar bem e se tornou uma grande descoberta.

3 – Áreas verdes

Uma necessidade sentida por muitos durante a quarentena foi a de ter um contato mais próximo com a natureza, o que fez com que diversas plantas fossem inseridas na decoração.

As plantas e flores dão um ar de leveza e bem-estar e podem ser colocadas em áreas internas ou externas. Para isso há pequenos vasos que são ideais para apartamentos e outros maiores que podem ser usados em quintais, varandas e jardins.

4 – DIY

As decorações do tipo “faça você mesmo” ou “do it yourself (DIY)” são uma tendência há muitos anos e ganharam força em 2020. Para deixar suas casas mais bonitas as pessoas começaram a produzir seus próprios itens decorativos como luminárias, quadros, vasos, toalhas e afins.

Esse tipo de decoração totalmente personalizada e autoral apresenta um apelo emocional muito grande e pode ser usada em todos os ambientes.


Notas

AME

Outras Notícias

Deixe seu comentário