13 ABR 2021 | ATUALIZADO 18:12
ESTADO
24/03/2021 12:26
Atualizado
24/03/2021 12:31

Pesquisa mostra que casos de Covid-19 foram maiores entre quem não adotou o distanciamento social

A+   A-  
O Inquérito Sorológico, pesquisa contratada pelo Governo do Rio Grande do Norte, reforçou a eficiência da adoção dos protocolos sanitários na prevenção à doença no estado. Dos 20.234 potiguares entrevistados e examinados com testes rápidos, entre aqueles que afirmaram ter mantido medidas de isolamento, apenas 7,2% apresentaram a doença. Já com relação aos que não adotaram medidas de distanciamento social, a porcentagem foi de 17,7%.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

O resultado do Inquérito Sorológico, pesquisa contratada pelo Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria Estadual da Saúde Pública (Sesap), reforça a eficiência da adoção dos protocolos sanitários na prevenção à Covid-19.

Segundo a pesquisa, que entrevistou mais de 20 mil potiguares no mês de janeiro passado, a prevalência do vírus foi maior entre quem não adotou o distanciamento social (17,7%) e significativamente menor (7,2%) entre aqueles que adotaram.

O levantamento foi realizado pela Instituto Piauiense de Opinião Pública e possui extrema importância para a adoção de políticas de saúde, prevenção e combate ao coronavírus no RN, uma vez que identifica o comportamento da doença em todos os 167 municípios.

Os resultados foram apresentados no último dia 12, em uma coletiva de imprensa, e apontaram que 6,5% da população investigada apresentou anticorpos para a Covid-19. As maiores prevalências foram em Caicó (12,3%) e Pau dos Ferros (12,7%) e a menor em São José de Mipibu (5,3%).

As maiores predominâncias foram identificadas na faixa etária a partir de 45 anos. Com relação ao sexo, as ocorrências são praticamente iguais. Em relação à raça/cor autorreferida, a identificação foi maior em negros (6,9%) em comparação com brancos (5,6%).

Todo o processo de planejamento do inquérito sorológico foi realizado em parceria entre a Sesap e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em julho de 2020.

Foram analisados oito municípios com sede de regionais de saúde no Estado: Pau dos Ferros, Mossoró, Assú, Natal, João Câmara, São José do Mipibu, Santa Cruz e Caicó.

No total, 20.234 pessoas foram entrevistadas e examinadas com testes rápidos. Para tanto, 160 pesquisadores atuaram em campo no levantamento.

As projeções populacionais feitas pelo estudo apontam que 230 mil pessoas no Rio Grande do Norte já tiveram contato com o coronavírus.


Notas

Posto JP Fevereiro de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário