19 OUT 2021 | ATUALIZADO 18:25
ESTADO
23/09/2021 16:42
Atualizado
23/09/2021 16:44

"Reitor eleito, reitor empossado da nossa UERN", diz Isolda no voto sobre fim da lista tríplice

A+   A-  
A deputada comemorou a aprovação do projeto de lei que põe fim a lista tríplice para a escolha de reitor da UERN. O projeto foi votado na Assembleia Legislativa nesta quinta-feira, 23, e aprovado por unanimidade. Com a aprovação, o projeto de lei - de iniciativa do Governo do Estado - segue para a sanção da governadora Fátima Bezerra. Após a sanção, a UERN passa a ter autonomia para a escolha da sua gestão. Isso garante que a decisão da comunidade acadêmica seja respeitada, independente da orientação política.
Imagem 1 -
FOTO: CEDIDA

A deputada estadual Isolda Dantas (PT) comemorou a aprovação do projeto de lei que põe fim a lista tríplice para a escolha de reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

O projeto foi votado na Assembleia Legislativa nesta quinta-feira, 23, e aprovado por unanimidade. "Agora é reitor eleito e reitor empossado na nossa UERN", declarou a parlamentar.

Com a aprovação, o projeto de lei - de iniciativa do Governo do Estado - segue para a sanção da governadora Fátima Bezerra. Após a sanção, a UERN passa a ter autonomia para a escolha da sua gestão. Isso garante que a decisão da comunidade acadêmica seja respeitada, independente da orientação política.

Para Isolda, a aprovação contribui para uma educação de todos e todas. "A educação é fundamental e ela tem que ser baseada na democracia, na participação política dos professores, da classe estudantil e de servidores técnicos da universidade", declarou a deputada nesta quinta-feira.

Isolda é ex-estudante da UERN e desde os tempos do movimento estudantil participa da sua construção. Ela aproveitou a aprovação da autonomia universitária para falar do orgulho de ter estudado na instituição. "A UERN é uma universidade que formou 95% dos professores de Mossoró e que tem alunos dos 167 municípios do RN. Isso é de uma grandeza enorme", disse.

A aprovação acontece na véspera do aniversário de 53 anos da universidade, a ser completado no próximo dia 28. A parlamentar lembrou o fato e considerou a data da votação simbólica. "A Assembleia não poderia dar um presente melhor do que votar esse projeto hoje, e a governadora sancionar logo mais", concluiu.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário