06 DEZ 2021 | ATUALIZADO 17:36
POLÍCIA
ANNA PAULA BRITO
26/10/2021 08:52
Atualizado
26/10/2021 08:56

Causa da morte de idosa encontrada no Noemia Chaves será determinada após exames em Natal

A+   A-  
O corpo da aposentada Luzia Júlia de Queiroz Moura, de 62 anos, ex-servidora da Ufersa, foi encontrado na noite desta segunda-feira (25), dentro do seu apartamento, no condomínio localizado no Abolição I, em Mossoró. A polícia foi acionada ao local por vizinhos que estavam sentindo um mau cheiro vindo do apartamento e por alegarem não ouvir movimentação da idosa há alguns dias. Devido ao estado em que o corpo foi encontrado, não foi possível determinar a causa da morte, sendo necessária a realização de exames no Itep de Natal.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

No início da noite desta segunda-feira (25) a Polícia Militar foi acionada ao condomínio Noêmia Chaves, no bairro Abolição I, em Mossoró, com informações de que havia um mau cheiro saindo de um dos apartamentos do prédio.

No local, vivia a aposentada Luzia Júlia de Queiroz Moura, de 62 anos, ex-servidora da Ufersa. Os vizinhos informaram, ainda, que há dias não viam a idosa e nem movimentação dentro do apartamento.

Quando os policiais conseguiram acessar o interior o imóvel, com a ajuda de um chaveiro, descobriram que a mulher estava morta, dentro de um dos quartos.

Uma equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) foi acionada ao local para periciá-lo e realizar a remoção do corpo. Não se sabe há quantos dias a idosa estava morta, mas o corpo apresentava avançado estado de decomposição.

Devido a este fato, será necessária a realização de exames no Itep de Natal, para que seja possível identificar a causa da morte.

O corpo foi removido para a sede do Instituto, em Mossoró, e deverá ser liberado para que a família possa realizar o sepultamento após os exames.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário