30 JUN 2022 | ATUALIZADO 18:23
POLÍCIA
ANNA PAULA BRITO
17/05/2022 09:25
Atualizado
17/05/2022 09:26

Vigilante é preso por maus-tratos após descarregar pistola contra cachorro na Nova Mossoró

A+   A-  
José Wallysson Silva Negreiros, de 31 anos, foi autuado por maus-tratos contra animais, com gravante da morte, bem como por porte ilegal de arma de fogo. O animal, da Buldogue-americano, teria invadido a casa dele durante uma briga com outro cão, e acabou derrubando a esposa dele, que está grávida. O corpo de bombeiros foi acionado para conter o animal e, no momento em que este já estava dominado, o vigilante descarregou sua pistola contra ele; entenda o caso.
Imagem 1 -
FOTO: ILUSTRATIVA/GOOGLE

O vigilante identificado como José Wallysson Silva Negreiros, de 31 anos, foi preso na noite desta segunda-feira (16), após efetuar vários disparos de arma de fogo contra um cachorro da raça Buldogue-americano, no bairro Nova Mossoró.

O animal estaria brigando na rua com outros cães, no momento em que a esposa de Wallyson abriu o portão da casa dela e os animais correram para dentro da residência.

A mulher, que está grávida, acabou sendo derrubada pelo Buldogue-americano que, segundo informações, estava muito agressivo e tentava atacar outro cachorro.

Os vizinhos tentaram acalmar o Buldogue, mas não conseguiram. Eles prestaram socorro a gestante e prenderam o cachorro dentro da residência, acionando o corpo de bombeiros para fazer o resgate do mesmo.

José Wallysson, que não estava em casa no momento do acontecido, chegou ao local em seguida.

De acordo com informações do Delegado Valtair Camilo de Paiva, repassada pelos bombeiros, o homem esperou a chegada da guarnição e, já com o cão dominado, descarregou sua pistola contra ele.

O vigilante recebeu voz de prisão e foi conduzido para a delegacia de plantão, onde foi autuado por maus-tratos contra animais, com agravante da morte, bem como por porte ilegal de arma de fogo.

Ainda segundo o delegado Valtair, a pena para este crime varia de 2 a 5 anos de prisão, podendo aumentar de 1/6 a 1/3 devido a morte do animal.

O delegado também explicou que o vigilante tinha posse de arma, que permite o uso no interior da residência dele. No entanto, ele foi autuado por estar portando o instrumento em via pública.

José Wallysson foi conduzido para exames na sede do Itep e encaminhado para a Cadeia Pública de Mossoró, onde se encontra à disposição da justiça.

A esposa dele precisou de atendimento médico na UPA, em virtude do susto que sofreu. No entanto, ela e o bebê passam bem.


Notas

UNP 27 de junho de 2022

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário