28 FEV 2024 | ATUALIZADO 18:28
SAÚDE
ANNA PAULA BRITO
09/11/2022 16:40
Atualizado
09/11/2022 16:53

Em tratamento contra Leucemia e diagnosticada com mutação rara, Nayne precisa de R$ 420 mil para tratamento

A+   A-  
Nayane Mayara dos Santos, de 33 anos, moradora do município de Major Sales, no interior do RN, foi diagnosticada em março deste ano com Leucemia Mielóide Aguda. Recentemente ela descobriu uma mutação no gene FLT3-ITD, que faz com que a doença não responda ao tratamento convencional, sendo necessário iniciar, com urgência um novo tratamento, com o medicamento Xospata, que não é fornecido pelo SUS. Nayane explicou que uma caixa dele custa R$ 140 mil. Ela precisa de três unidades. Sem condições financeiras para custear o tratamento sozinha, a família de Nayane, que é ASG em uma creche de Major Sales, iniciou uma campanha nas redes sociais, visando arrecadar a quantia necessária para salvar a vida dela.
Imagem 1 -  Em tratamento contra Leucemia e diagnosticada com mutação rara, Nayne precisa de R$ 420 mil para tratamento.
Em tratamento contra Leucemia e diagnosticada com mutação rara, Nayne precisa de R$ 420 mil para tratamento.
FOTO: CEDIDA

Nayane Mayara dos Santos, de 33 anos, moradora do município de Major Sales, no interior do Rio Grande do Norte, foi diagnosticada em março deste ano com Leucemia Mielóide Aguda (LMA). Desde então, ela vem lutando contra o avanço da doença.

Recentemente, ela foi diagnosticada com a mutação no gene FLT3-ITD, que faz com que a doença não responda ao tratamento convencional. Devido a isto, ela precisa iniciar, com urgência, um novo tratamento. O problema é que o medicamento tem um alto custo e não é fornecido pelo Sistema Único de Saúde.

Nayane explicou que uma caixa do Xospata, medicamento usado no tratamento de adultos cuja LMA está ligada à alteração do gene FLT3, como é o caso dela, custa R$ 140 mil. Para iniciar o novo tratamento, ela necessita de três caixas.

A jovem, que trabalhava como ASG em uma creche de Major Sales, encontra-se, atualmente, internada no Hospital Universitário Onofre Lopes, em Natal, longe dos dois filhos, uma menina de 10 anos e um menino de 1 ano e dois meses.

Sem condições financeiras para custear o tratamento sozinha, a família de Nayane iniciou uma campanha nas redes sociais, para arrecadar fundos para adquirir o medicamento.

Os interessados em ajudar na corrente de solidariedade, podem realizar a doação de qualquer quantia por meio da Vakinha Virtual ou pelo Pix/CPF: 08291300470, em nome de Nayane Mayara dos Santos.

A luta de Nayane também pode ser acompanhada por meio do instagram @nayane.mayara, onde também é possível encontrar o contato dela.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário