19 JUN 2024 | ATUALIZADO 09:17
ESTADO
Cezar Alves
15/06/2023 08:30
Atualizado
15/06/2023 09:15

Adutora Santa Cruz/Mossoró: "Vou pedir o estudo de viabildiade", diz Alan Silveira

A+   A-  
CAERN anunciou semana passada R$ 80 milhões para concluir o sistema adutor Santa Cruz/Mossoró, com modificações. Ao invés de captar água na Barragem de Santa Cruz, agora a CAERN vai bombear água de três poços que perfurou na região entre as cidades de Apodi e Felipe Guerra, para abastecer Mossoró. Esta mudança no projeto original despertou a atenção do professor Josivan Barbosa, da UFERSA, que quer debater a questão com mais profundidade, e, também, do prefeito de Apodi, Alan Silveira, que quer ver e analisar tecnicamente o estudo de viabilidade do uso da água do lençol freático do muinicípio de Apodi.
Imagem 1 -  CAERN anunciou semana passada R$ 80 milhões para concluir o sistema adutor Santa Cruz/Mossoró, com modificações. Ao invés de captar água na Barragem de Santa Cruz, agora a CAERN vai bombear água de três poços que perfurou na região entre as cidades de Apodi e Felipe Guerra, para abastecer Mossoró. Esta mudança no projeto original despertou a atenção do professor Josivan Barbosa, da UFERSA, que quer debater a questão com mais profundidade, e, também, do prefeito de Apodi, Alan Silveira, que quer ver e analisar tecnicamente o estudo de viabilidade do uso da água do lençol freático do muinicípio de Apodi.
CAERN anunciou semana passada R$ 80 milhões para concluir o sistema adutor Santa Cruz/Mossoró, com modificações. Ao invés de captar água na Barragem de Santa Cruz, agora a CAERN vai bombear água de três poços que perfurou na região entre as cidades de Apodi e Felipe Guerra, para abastecer Mossoró. Esta mudança no projeto original despertou a atenção do professor Josivan Barbosa, da UFERSA, que quer debater a questão com mais profundidade, e, também, do prefeito de Apodi, Alan Silveira, que quer ver e analisar tecnicamente o estudo de viabilidade do uso da água do lençol freático do muinicípio de Apodi.
Foto: Pedro Cezar

O prefeito Alan Silveira, de Apodi-RN, disse que vai enviar ofício a Companhia de Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), solicitando um estudo de viabilidade técnica para extração de água do subsolo de Apodi para abastecer Mossoró-RN através de um sistema adutor.

Isto depois que a CAERN informou que está investindo R$ 80 milhões para concluir o sistema adutor Santa Cruz-Mossoró, com modificações do projeto original. Uma destas modificações é que não será mais captado água na Barragem de Santa Cruz e, sim, de poços em Apodi-RN.

A captação, no caso, será através de três poços de alta vazão já perfurados na região entre as cidades de Apodi e Felipe Guerra. Estes poços vão abastecer uma subestação, que vai bombear a água através de adutora para abastecer cerca de 60 mil habitantes de Mossoró.

Entretanto, em entrevista ao MH, o professor/doutor Josivan Barbosa, da UFERSA, defendeu que a conclusão do projeto da Adutora de Santa Cruz/Mossoró, com estas modificações, precisava de debates, envolvendo técnicos especializados e com equilíbrio político.


Entre os pontos abordados pelo professor pesquisador, está o uso em excesso da água do lençol freático da região de Apodi, o que, em parte, já ocorre por grandes empresas da fruticultura irrigada que se instalou na região. Agora, para abastecer Mossoró.

Segundo o professor, deveria se pensar na possibilidade de usar água de Santa Cruz ou para abastecer Mossoró ou para irrigar a chapada do Apodi. Os dois seguimentos precisam da água, mas é preciso ter cautela, ser técnico, para definir o uso realmente racional da água.

Enfim, o professor Josivan Barbosa que a decisão de retirar água do lençol freático de Apodi também para abastecer Mossoró, ignorando a reserva de Santa Cruz, precisa passar por debates técnicos equilibrados, para que não incorra em prejuízos futuros.

Ao MH, o prefeito Alan Silveira lembra que, no período que estava sendo executado o projeto original da adutora Santa Cruz/Mossoró (2010 a 2015), o povo de Apodi não aceitou que a CAERN atravessasse a cidade de Apodi com uma adutora para abastecer Mossoró.

Alan Silveira disse que está enviando ofício a CAERN para ter acesso ao projeto de viabilidade do uso da água mineral do subsolo de Apodi para abastecer Mossoró. Quer compensações, como, por exemplo, abastecer as comunidades de Apodi que ficam próximas ao local que foram perfurados os poços e que será feita a estação de bombeamento.

Se o estudo mostrar que existe viabilidade para o lençol freático abastecer Apodi, a fruticultura irrigada e Mossoró, não haverá qualquer restrição por parte do município de Apodi para a conclusão do projeto do Sistema Adutor Santa Cruz/Mossoró.

É afirma o prefeito Alan Silveira.


Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário