22 MAI 2024 | ATUALIZADO 23:42
MOSSORÓ
03/07/2023 22:22
Atualizado
03/07/2023 22:22

Lawrence defende hub de energias renováveis na UFERSA em Mossoró

A+   A-  
Presidente da Câmara Municipal enviou ofício à Presidência da Petrobras, solicitando do presidente Jean Paul Prates a inclusão da Universidade Federal Rural do Semiaerido e também o Instituto Federal de Educação Tecnológica entre as instituições para desenvolver pesquisas e também qualificação de mão de obra da população da região para trabalhar no processo de transição energética
Imagem 1 -

O presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Lawrence Amorim, oficializou pleito à Petrobras pela instalação, em Mossoró, de unidade da empresa voltada às energias renováveis, além da Central de Operações da Voltalia, que já está em operações próximo a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

No ofício nº 84-GP/CMM, o vereador pede à Petrobras que, além de Natal, Mossoró seja contemplada, com escritório direcionado à transição energética, especificamente firmando parceria com a Universidade Federal Rural do Semiárido e o Instituto Federal de Educação Tecnológica para formar mão de obra para trabalhar na transição energética.

Endereçado ao presidente da Petrobras, Jean Paul Partes, o documento foi enviado por e-mail na quinta-feira (29) e teve recebimento acusado, no mesmo dia, pela Assistência Técnica Executiva da Presidência da companhia. Lawrence anunciou o ofício em entrevista hoje (3), ao programa Mais Política, na Rádio Difusora de Mossoró.

Segundo o vereador, a energia renovável já é uma realidade, sobretudo com os setores solar e eólico em terra. Há também ótima perspectiva para o futuro, com a exploração de aerogeradores eólicos de grande porte no mar e de perfuração de poços de petróleo no oceano, na Costa Branca (campo de Pitu), recentemente anunciados pela Petrobras.

Potencial de Mossoró

“Mossoró é a cidade polo da região que está mais próxima desses grandes projetos. É a cidade que melhor pode acomodar empresas para este setor, dispõe de mais estrutura, rede hoteleira maior. Possui especialistas qualificados nas universidades, com vários cursos de engenharia na área, para fazer pesquisa e qualificar mão de obra”, justifica Lawrence Amorim.

Essas e outras condições, segundo o vereador, credenciam Mossoró a participar efetivamente do debate sobre hidrogênio verde, energia eólica em mar, biorrefino e outros temas da transição energética. E sediar um escritório de energias renováveis da Petrobras voltado para a capacitação de mão de obra, entende ele, fortaleceria esse protagonismo.

“Que o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, veja com bons olhos a Ufersa, por exemplo, que tem projeto de hub de inovação em energias renováveis e que poderia receber uma subsede da Petrobras em energias renováveis. Mossoró não pode ser esquecida neste momento. Precisa também ser contemplada”, reforça

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário