24 JUN 2024 | ATUALIZADO 16:24
SAÚDE
11/06/2024 08:30
Atualizado
11/06/2024 08:30

Agricultor teme perder o olho em função de doença rara que faz o rosto afundar

A+   A-  
Damião têm 47 anos. Mora com a mulher e a filha no Sítio Caboclo II, onde sobrevive da agricultura na zona rural de Apodi-RN. Ele conta que no início, em outubro de 2019, sentia o lado esquerdo do rosto tremendo. Depois começou a afundar e ano passado, o médico lhe falou que se fizesse a cirurgia urgente de preenchimento e fixação de uma prótese, pois ele poderia perder o olho esquerdo. Como o SUS não dá este tipo de cirurgia e não tem condições fazer particular, ele acionou a Justiça, mas o juiz negou. Agora está desesperado, pedindo ajuda aos familiares e amigos para conseguir os R$ 47 mil fazer a cirurgia particular. A campanha para ajuda-lo é organizada por Francisco Josivan Gomes da Silva, através do PIX 84 9 91066496
Imagem 1 -  Damião têm 47 anos. Mora com a mulher e a filha no Sídio Caboclo II, em Apodi-RN. Ele conta que no início, em outubro de 20219, sentia o lado esquerdo do rosto tremendo. Depois começou a afundar e ano passado, o médico lhe falou que se fizesse a cirurgia de preenchimento e fixação de uma prótese, ele poderia perder o olho esquerdo. Como o SUS não dá este tipo de cirurgia, ele acionou a Justiça, mas só que o juiz negou. Agora está desesperado, pedindo ajuda aos familiares e amigos para juntar R$ 47 mil fazer a cirurgia particular. A campanha para ajuda-lo é organizada por Francisco Josivan Gomes da Silva, através do PIX 84 9 91066496 .
Damião têm 47 anos. Mora com a mulher e a filha no Sídio Caboclo II, em Apodi-RN. Ele conta que no início, em outubro de 20219, sentia o lado esquerdo do rosto tremendo. Depois começou a afundar e ano passado, o médico lhe falou que se fizesse a cirurgia de preenchimento e fixação de uma prótese, ele poderia perder o olho esquerdo. Como o SUS não dá este tipo de cirurgia, ele acionou a Justiça, mas só que o juiz negou. Agora está desesperado, pedindo ajuda aos familiares e amigos para juntar R$ 47 mil fazer a cirurgia particular. A campanha para ajuda-lo é organizada por Francisco Josivan Gomes da Silva, através do PIX 84 9 91066496 .
Foto: Pedro Cezar

Os médicos falaram para o agricultor Auvanci Gomes Fernandes, de 47 anos, de Apodi-RN, pode perder o olho, se não fizer uma cirurgia de enchimento e fixação de prótese no rosto.

Auvanci é conhecido por Damião. Ele mora e sobrevive da agricultura com a esposa e a filha na comunidade de Caboclo II, zona rural de Apodi-RN. A doença que tem começou em outubro de 2019. É muito rara.

O médico descreveu como sendo “quadro de condição hipoplásica da região maxilo-zigomática esquerda”, ou seja, o lado esquerdo do rosto de Damião está afundando.

Segundo ele, no início, em outubro de 2019, esta região do rosto dele ficava tremendo. Depois começou a afundar. “É meio assustador, porque não sei até isso vai”, diz.

Damião conta que foi no ortodontista, que o recomendou procurar um médico especializado em cabeça e pescoço, que, por sua vez, o encaminha para um odontologista bucomaxilo.

Depois de muitos exames, tomografias e raio-x, os médicos chegaram à conclusão que o caso era de cirurgia, para fazer preenchimento e fixação de uma prótese no rosto de Damião.

Este tipo de cirurgia o SUS não dá. Aí recomendaram procurar a Justiça. Assim o fez através da Defensoria Pública, mas a Justiça negou o pedido. “Escreveu lá que eu não tinha direito”.

O agricultor disse que teme até trabalhar na roça, pois o médico falou que se ele não fizesse a cirurgia de preenchimento e fixação de uma prótese, poderia perder o olho esquerdo.

O orçamento para fazer este tipo de cirurgia, em 2023, era de R$ 47 mil, recursos que o agricultor e a família não têm. No desespero, está fazendo uma campanha nas redes sociais para tentar conseguir os recursos ou uma parte para custear a cirurgia e não perder o olho.

A campanha para ajuda-lo é organizada por Francisco Josivan Gomes da Silva, através do pix 84 9 91066496


Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário