21 JUL 2024 | ATUALIZADO 13:56
VARIEDADES
COM INFORMAÇÕES DO G1
21/06/2024 11:55
Atualizado
21/06/2024 12:00

“Grande paralisação lunar”: fenômeno raríssimo acontece nesta sexta, 21

A+   A-  
O fenômeno, também chamado de lunísticio, acontece quando a Lua se desloca mais alto no céu – parecendo estar parada para as pessoas no solo. Esse evento ocorre quando as inclinações da Lua e da Terra atingem seu máximo. Com isso, a Lua nasce no ponto mais a nordeste do horizonte e se põe na posição mais a noroeste. Isso faz com que o astro permaneça no céu por mais tempo. Do Brasil não será possível observar o fenômeno, mas o canal da English Heritage fará uma transmissão ao vivo, às 17h30, a partir do Stonehenge, no Reino Unido.
Imagem 1 -  “Grande paralisação lunar”: fenômeno raríssimo acontece nesta sexta-feira, 21. O fenômeno, também chamado de lunísticio, acontece quando a Lua se desloca mais alto no céu – parecendo estar parada para as pessoas no solo. Esse evento ocorre quando as inclinações da Lua e da Terra atingem seu máximo. Com isso, a Lua nasce no ponto mais a nordeste do horizonte e se põe na posição mais a noroeste. Isso faz com que o astro permaneça no céu por mais tempo. Do Brasil não será possível observar o fenômeno, mas o canal da English Heritage fará uma transmissão ao vivo, às 17h30, a partir do Stonehenge, no Reino Unido.
“Grande paralisação lunar”: fenômeno raríssimo acontece nesta sexta-feira, 21. O fenômeno, também chamado de lunísticio, acontece quando a Lua se desloca mais alto no céu – parecendo estar parada para as pessoas no solo. Esse evento ocorre quando as inclinações da Lua e da Terra atingem seu máximo. Com isso, a Lua nasce no ponto mais a nordeste do horizonte e se põe na posição mais a noroeste. Isso faz com que o astro permaneça no céu por mais tempo. Do Brasil não será possível observar o fenômeno, mas o canal da English Heritage fará uma transmissão ao vivo, às 17h30, a partir do Stonehenge, no Reino Unido.

Nesta sexta-feira (21), será possível ver um fenômeno lunar raríssimo que acontece a cada quase duas décadas: "a grande paralisação lunar".

O fenômeno, também chamado de lunísticio, acontece quando a Lua se desloca mais alto no céu – parecendo estar parada para as pessoas no solo.

Esse evento ocorre quando as inclinações da Lua e da Terra atingem seu máximo. Com isso, a Lua nasce no ponto mais a nordeste do horizonte e se põe na posição mais a noroeste. Isso faz com que o astro permaneça no céu por mais tempo.

Isso só ocorre a cada 18 anos e seis meses e vai acontecer a partir desta sexta-feira (21), que também vai ser o melhor dia para a observação do fenômeno, já que será Lua Cheia.

Do Brasil, não é possível observar, mas vai ser feita uma transmissão ao vivo da grande paralisação a partir do Stonehenge - o monumento de pedras que fica no Reino Unido.

A exibição a partir do Stonehenge acontece pela conexão da arquitetura do monumento com os astros. Segundo a empresa que administra o monumento, a English Heritage, acredita-se que a construção foi influenciada por uma grande paralisação lunar, já que alguns dos eixos se alinham quando a Lua está na posição do fenômeno.

A transmissão acontece às 17h30 pelo horário de Brasília no canal da English Heritage.


Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário