24 ABR 2024 | ATUALIZADO 18:39
POLÍTICA
Da redação
09/04/2015 05:30
Atualizado
13/12/2018 12:50

Bancada de oposição deixa o plenário para não instalar Comissão de Ética

A+   A-  
Líder da bancada governista, soldado Jadson, disse que os vereadores da oposição queriam ocupar espaço além do que tinham direito pela proprocionalidade e a bancada de situação não aceitou
Imagem 1 -  Bancada de oposição deixa o plenário para não instalar Comissão de Ética

Os vereadores da oposição em Mossoró boicotaram na sessão desta quarta-feira, 8, a formação e função de cada um na Comissão de Ética recentemente criada para melhorar e tornar harmônica os trabalhos na Câmara Municipal de Mossoró.

A informação é do vereador Soldado Jadson, que reclamou da situação. “Eu pedi que fosse registrado em ata que os vereadores da oposição estavam esvaziando a sessão, numa clara manobra para não ter coro e assim impedir instalação da comissão de ética.

O vereador explicou que a Comissão de Ética foi aprovada para funcionar com sete membros. A oposição queriam ocupar espaços na Comissão além do que tinha por direito. A bancada de situação não aceitou e os vereadores da oposição se retiraram do plenário.

A bancada de oposição na Câmara Municipal de Mossoró é composta por seis dos 21 vereadores. Segundo Soldado Jadson, a Comissão de Ética foi aprovada para ser composta por um número de vereadores proporcional a cada bancada.

“A oposição já tem um membros (3) superior a proporcionalidade”, diz Soldado Jadson. Os membros da bancada de oposição são: Vingt Rosado, Lairinho, Genivan Vale, Tomaz Neto, Lucélio Guilherme e Francisco Carlos.

Jadson lembrou que os vereadores da oposição falam é ética e honestidade em seus discursos, mas no momento que a Câmara Municipal se prepara para tornar isto oficial, eles se afastam e ainda impedem a instalação do mecanismo se retirando do plenário.

O fato real é que acompanhar as sessões na Câmara está se tornando insuportável, com posições exageradas (aos gritos), interferências sem necessidades (só para aparecer), além de denúncias gravíssimas sem provas, tudo passivo de punição pela Comissão de ética.

Diante deste cenário, a Mesa Diretora da casa decidiu por implantar a Comissão de Ética, que recebeu o aval de todos os vereadores. Restou para esta semana, logo na terça-feira, implanta-la, porém ficou para a quarta-feira, 9, já a pedido da oposição, o que não aconteceu.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário