21 JUL 2024 | ATUALIZADO 16:16
ESTADO
Da redação
13/04/2016 13:30
Atualizado
14/12/2018 09:37

Projeto da UERN sobre produção de sucos é destaque no Canal Futura

A+   A-  
Reportagem foi produzida pela UERN TV e será exibida nesta quarta-feira (13), a partir das 17h, no Canal Futura, com reprise às 20h30 e meia noite
Imagem 1 -  Projeto da UERN sobre produção de sucos é destaque no Canal Futura
Cézar Alves

O Rio Grande do Norte será mais uma vez destaque nacional através de reportagem da UERN TV que será exibida nesta quarta-feira (13), no Canal Futura, a partir das 17h, com reprise às 20h30 e meia noite.

É a vez do projeto de reaproveitamento de frutas para a produção de sucos e geleias, produzido em Apodi, região Oeste potiguar, ser mostrado para o todo o Brasil através da TV Universitária da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), com parceria do Canal Futura.

O projeto de reaproveitamento de frutas típicas da região por meio de métodos de processamento é desenvolvido por moradores do Sítio Córrego, zona rural de Apodi, que encontraram na agricultura familiar, uma alternativa para melhor conviver com o semi-árido.

A capacitação, desenvolvida pela Embrapa Agroindústria Tropical, do Ceará, em parceria com o Sebrae no Rio Grande do Norte está inserida no Projeto “Uso da Tecnologia da extração a vapor para a produção de sucos de frutas produzidos no sertão do Apodi”, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern).

O projeto de extensão, de autoria do professor Vinícius Claudino e vencedor do Prêmio Santander – Universidade Solidária, conta com o apoio de parceiros como a Cooperativa dos Agricultores Familiares do Rio Grande do Norte (Coafarn), Fundação Banco do Brasil e Cooperativa dos Agricultores de Apodi (Coopapi).

Um total de 40 agricultores, que participaram de capacitação em processamento e manipulação segura de alimentos, enxerga novas possibilidades a partir da fabricação de produtos derivados das frutas. Além de gerar renda, a ação ataca o desperdício dos frutos, problema antigo vivenciado pela comunidade.

Com informações do Sebrae/RN

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário