06 DEZ 2021 | ATUALIZADO 17:36

Belas Histórias

  “Eu chamo elas de anjas”, diz empresário sobre atendimento no Hospital São Luiz; Marcelo Fagundes Leite, de 49 anos, passou 23 dias internado no hospital de campanha covid de Mossoró. Destes, 20 dias foram na UTI. Ele relata que não precisou ser intubado e, com isso, pôde observar todo o trabalho das equipes. “Eu quis contar aqui para as pessoas saberem o que é trabalhar 24h numa UTI e ainda manter um sorriso no rosto. Quis servir de testemunha para o tratamento humanizado que a gente recebe lá dentro”. Marcelo recebeu alta nesta sexta-feira (28) e fez questão de pedir que toda a equipe assinasse em uma camisa para que ele pudesse guardar de lembrança.
“Eu chamo elas de anjas”, diz empresário sobre atendimento no HCSL

28/05/2021 20:50

Marcelo Fagundes Leite, de 49 anos, passou 23 dias internado no hospital de campanha covid de Mossoró. Destes, 20 dias foram na UTI. Ele relata que não precisou ser intubado e, com isso, pôde observar todo o trabalho das equipes. “Eu quis contar aqui para as pessoas saberem o que é trabalhar 24h numa UTI e ainda manter um sorriso no rosto. Quis servir de testemunha para o tratamento humanizado que a gente recebe lá dentro”. Marcelo recebeu alta nesta sexta-feira (28) e fez questão de pedir que toda a equipe assinasse em uma camisa para que ele pudesse guardar de lembrança.

  “Quero mudar vidas e servir de inspiração", diz Leidjane Alves, do sítio Areias. Nascida e criada zona rural de Pau dos Ferros, a jovem de 21 anos hoje cursa o 2º período de medicina na Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL). Filha de um agricultor e de uma faxineira, ela conta que percorreu um longo caminho e contou com muita ajuda dos pais, amigos e professores para chegar à universidade. Entre os sonhos para o futuro, está voltar para a sua cidade e ajudar jovens de famílias humildes como a dela, mostrando que a educação é o único caminho para o sucesso.
“Quero mudar vidas e servir de inspiração", diz Leidjane Alves, do sítio Areias

27/04/2021 17:31

Nascida e criada no sítio Areias, zona rural de Pau dos Ferros, a jovem de 21 anos hoje cursa o 2º período de medicina na Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL). Filha de um agricultor e de uma faxineira, ela conta que percorreu um longo caminho e contou com muita ajuda dos pais, amigos e professores para chegar à universidade. Entre os sonhos para o futuro, está voltar para a sua cidade e ajudar jovens de famílias humildes como a dela, mostrando que a educação é o único caminho para o sucesso.

  Pedrosa Virgulino Junior é natural de Garanhuns-PE e escolheu Mossoró para fixar residência, constituir família. Nesta entrevista, ele revela quatro grandes sonhos, dos quais dois já foram realizados e os outros dois está na batalha para concretizá-los. Meu sonho é ver meu filho tomando água, comendo pela boca”, diz, emocionado, Pedrosa, fazendo referência ao filho Pietro, de 3 anos, que nasceu com uma fístula na garganta, que o impede de se alimentar.
“Meu sonho é ver meu filho tomando água, comendo”, diz Pedrosa Virgulino

27/04/2021 08:24

Pedrosa Virgulino Junior é natural de Garanhuns-PE e escolheu Mossoró para fixar residência, constituir família. Nesta entrevista, ele revela quatro grandes sonhos, dos quais dois já foram realizados e os outros dois está na batalha para concretizá-los. Meu sonho é ver meu filho tomando água, comendo pela boca”, diz, emocionado, Pedrosa, fazendo referência ao filho Pietro, de 3 anos, que nasceu com uma fístula na garganta, que o impede de se alimentar.

  Nesta entrevista ao MOSSORO HOJE,  Seu João conta que vendeu um boi e partiu com um amigo para o Pará, deixando para trás a mulher e 3 filhos. Não conseguiu realizar o sonho da casa própria garimpando ouro no Pará, mas conseguiu trabalhando aqui mesmo na região "com a glória de Deus e honestidade", diz Seu João, na primeira entrevista, de uma série do PORTAL MOSSORO HOJE, destacando o que foi capaz de fazer para realizar o grande sonho de sua vida. VEJA NA ÍNTEGRA
Para realizar o sonho, Seu João conta que encarou a morte em Serra Pelada

24/04/2021 07:20

Nesta entrevista ao MOSSORO HOJE, Seu João conta que vendeu um boi e partiu com um amigo para o Pará, deixando para trás a mulher e 3 filhos. Não conseguiu realizar o sonho da casa própria garimpando ouro no Pará, mas conseguiu trabalhando aqui mesmo na região "com a glória de Deus e honestidade", diz Seu João, na primeira entrevista, de uma série do PORTAL MOSSORO HOJE, destacando o que foi capaz de fazer para realizar o grande sonho de sua vida. VEJA NA ÍNTEGRA

  O técnico em edificações Luan Carlos da Silva, de 31 anos, residente em Mossoró, diz que teve o pior mês de março de sua vida. E não é para menos. Esteve tão perto da morte em função da covid-19, que acredita ter nascido de novo. Ele relata que durante o tratamento, que ele classifica como sensacional no Hospital São Luiz, abriu a mente para nova perspectiva de vida.
Covid-19: A incrível história de Luan que acredita ter nascido de novo

23/04/2021 11:51

O técnico em edificações Luan Carlos da Silva, de 31 anos, residente em Mossoró, diz que teve o pior mês de março de sua vida. E não é para menos. Esteve tão perto da morte em função da covid-19, que acredita ter nascido de novo. Ele relata que durante o tratamento, que ele classifica como sensacional no Hospital São Luiz, abriu a mente para nova perspectiva de vida.


Notas

Tekton

Publicidades