22 MAI 2024 | ATUALIZADO 23:42

Belas Histórias

  Criança aprende primeiros socorros em curso de Bombeiro Civil Mirim e salva a vida da prima de 1 ano. O caso aconteceu no dia 12 de maio, no Sítio Cipó, na zona rural de Apodi, mas só veio a público nesta semana, após Paula Santos, mãe de Davi Leite, de apenas 10 anos, contar o caso ao Grupo Core Resgate, por meio do qual o menino realizou o curso de Bombeiro Civil Mirim. Ao MOSSORÓ HOJE, Paula explicou que a pequena Bianca Oliveira, de 1 ano e 3 meses, se engasgou com arroz, quando era alimentada pela mãe. A mãe e a avó da menina entraram em desespero e não conseguiram desengasgá-la, momento em que Davi pegou a prima e aplicou a manobra de Heimlich, fazendo com que ela voltasse a respirar. O menino é uma das mais de 200 crianças que aprenderam técnicas de primeiros socorros por meio do curso, que é ministrado por voluntários, em Apodi e região.
Criança aprende primeiros socorros em curso de Bombeiro Civil Mirim e salva a vida da prima

09/06/2023 16:19

O caso aconteceu no dia 12 de maio, no Sítio Cipó, na zona rural de Apodi, mas só veio a público nesta semana, após Paula Santos, mãe de Davi Leite, de apenas 10 anos, contar o caso ao Grupo Core Resgate, por meio do qual o menino realizou o curso de Bombeiro Civil Mirim. Ao MOSSORÓ HOJE, Paula explicou que a pequena Bianca Oliveira, de 1 ano e 3 meses, se engasgou com arroz, quando era alimentada pela mãe. A mãe e a avó da menina entraram em desespero e não conseguiram desengasgá-la, momento em que Davi pegou a prima e aplicou a manobra de Heimlich, fazendo com que ela voltasse a respirar. O menino é uma das mais de 200 crianças que aprenderam técnicas de primeiros socorros por meio do curso, que é ministrado por voluntários, em Apodi e região.

  “É muito bom encontrar pessoas dispostas a ajudar de coração aberto”. A frase é de uma mãe que chegou à base da PRF, em Mossoró, em trabalho de parto e foi socorrida pelos policiais até o Hospital Maternidade Almeida Castro. A ambulância em que ela estava, juntamente com a equipe médica, entrou em pane mecânica e só conseguiu chegar até a base. A mãe já havia tentado atendimento nas cidades de Angicos e Assu/RN e, por não conseguir, foi trazida para Mossoró. A criança nasceu de parto normal, com 49 cm e 2.756 kg, e encontra-se em ótimo estado de saúde, assim como a mãe.
“É muito bom encontrar pessoas dispostas a ajudar de coração aberto”

07/06/2023 19:31

A frase é de uma mãe que chegou à base da PRF, em Mossoró, em trabalho de parto e foi socorrida pelos policiais até o Hospital Maternidade Almeida Castro. A ambulância em que ela estava, juntamente com a equipe médica, entrou em pane mecânica e só conseguiu chegar até a base. A mãe já havia tentado atendimento nas cidades de Angicos e Assu/RN e, por não conseguir, foi trazida para Mossoró. A criança nasceu de parto normal, com 49 cm e 2.756 kg, e encontra-se em ótimo estado de saúde, assim como a mãe.

  Motorista consegue comprar novo caminhão com dinheiro adquirido em vakinha. Marcos Cezar da Silva Medeiros, de 53 anos, aguarda agora apenas a liberação do documento do novo veículo, para voltar a trabalhar. O motorista perdeu seu instrumento de trabalho, um caminhão caçamba, no dia 14 de março, após o veículo ser incendiado, durante os ataques criminosos que ocorreram em todo o estado. De acordo com Marcos Filho, a vakinha arrecadou cerca de R$ 215 mil, suficientes para aquisição do novo caminhão e realização de todos os ajustes necessários. “Só agradecer a Deus e a todos que nos ajudaram. Nossa eterna gratidão”, disse.
Motorista consegue comprar novo caminhão com dinheiro adquirido em vakinha

02/05/2023 16:49

Marcos Cezar da Silva Medeiros, de 53 anos, aguarda agora apenas a liberação do documento do novo veículo, para voltar a trabalhar. O motorista perdeu seu instrumento de trabalho, um caminhão caçamba, no dia 14 de março, após o veículo ser incendiado, durante os ataques criminosos que ocorreram em todo o estado. De acordo com Marcos Filho, a vakinha arrecadou cerca de R$ 215 mil, suficientes para aquisição do novo caminhão e realização de todos os ajustes necessários. “Só agradecer a Deus e a todos que nos ajudaram. Nossa eterna gratidão”, disse.

  FOTO: JOAQUIM E PAULÃO | Com 51 anos de história, Bar do Paulão tem nova direção; novo proprietário promete manter nome e tradição do local. Fundado em 1972, no bairro Doze Anos, em Mossoró, por Paulo Targino Feitosa, o famoso Paulão, e sua esposa,  Inêz Gomes de Lucena Targino, o estabelecimento foi alugado recentemente, por Joaquim Martins Veras Neto. O novo proprietário, que é cliente de longas datas e amigo da família, contou à reportagem do MOSSORÓ HOJE que decidiu alugar o bar quando soube que Paulão, hoje com 75 anos, havia decidido que estava na hora de descansar e aproveitar sua aposentadoria. Com quase 52 anos de história,  o bar é uns dos mais antigos e tradicionais ainda em funcionamento na cidade, o que motivou Joaquim a manter viva sua história. Com o aval do Paulão, ele diz que manterá o nome e todas as características que o local possui. Como novidade, passará a servir comida regional.
Com 51 anos de história, Bar do Paulão tem nova direção; novo proprietário promete manter nome e tradição

07/04/2023 13:03

Fundado em 1972, no bairro Doze Anos, em Mossoró, por Paulo Targino Feitosa, o famoso Paulão, e sua esposa, Inêz Gomes de Lucena Targino, o estabelecimento foi alugado recentemente, por Joaquim Martins Veras Neto. O novo proprietário, que é cliente de longas datas e amigo da família, contou à reportagem do MOSSORÓ HOJE que decidiu alugar o bar quando soube que Paulão, hoje com 75 anos, havia decidido que estava na hora de descansar e aproveitar sua aposentadoria. Com quase 52 anos de história, o bar é uns dos mais antigos e tradicionais ainda em funcionamento na cidade, o que motivou Joaquim a manter viva sua história. Com o aval do Paulão, ele diz que manterá o nome e todas as características que o local possui. Como novidade, passará a servir comida regional.

  Jorge, de 65 anos, caminha todos os dias das 12h às 17h vendendo cavaco chinês. Para atrair o cliente, toca um triângulo. Quando ganha muito, leva R$ 5 reais para casa. Jorge mora só no bairro Lagoa do Mato, zona sul de Mossoró. Ele explica que já procurou uma companheira, mas "as mulheres não me quiseram. Eu me sinto muito só e não me acostumo com a solidão, mas vou fazer o que?" Veja a história completa de Jorge, talvez o último vendedor de cavaco chinês em Mossoró.
O olhar inesquecivelmente triste do gentil e educado vendedor de cavaco chinês

27/03/2023 14:30

Jorge, de 65 anos, caminha todos os dias das 12h às 17h vendendo cavaco chinês. Para atrair o cliente, toca um triângulo. Quando ganha muito, leva R$ 5 reais para casa. Jorge mora só no bairro Lagoa do Mato, zona sul de Mossoró. Ele explica que já procurou uma companheira, mas "as mulheres não me quiseram. Eu me sinto muito só e não me acostumo com a solidão, mas vou fazer o que?" Veja a história completa de Jorge, talvez o último vendedor de cavaco chinês em Mossoró.


Notas

Tekton

Publicidades